Delegacia Fluvial da PC-AM completa 15 anos de combate ao crime pelos rios do estado

Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

Inaugurada em junho de 2006, a Delegacia Fluvial (Deflu), há 15 anos, tem exercido um papel importante na conexão entre as ações da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) e todas as regiões do Estado, por meio dos rios. Ela está ligada ao combate do tráfico de drogas, a crimes organizados e crimes ambientais, além de prestar apoio logístico a diversos departamentos da instituição e secretarias do Governo do Estado.

Segundo o investigador de polícia Wellington Belota, gestor da Deflu, a estrutura da Especializada conta com cinco lanchas utilizadas para abordagens policiais, duas balsas flutuantes, sendo uma para depósito de embarcações apreendidas e outra como oficina, e um ferryboat para transporte de tropa, com capacidade para 23 pessoas, utilizado nas operações policiais que demandam a locomoção pelos rios, principalmente pelas equipes do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

Belota destaca a atuação da Deflu, juntamente com o Denarc e o DRCO nas apreensões de entorpecentes que chegam ao estado por vias fluviais. “A parceria da Delegacia Fluvial com esses departamentos é essencial. Apreender um carregamento de drogas ainda nas águas se mostra mais efetivo, já que esse material se dispersa mais rapidamente após chegar na cidade”, ressaltou o gestor

O investigador informa, ainda, que com a criação da Base Arpão da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus), observou-se uma mudança na dinâmica do tráfico de drogas e a ação de fiscalização da Deflu garantiu a continuidade das apreensões.

Além disso, a Deflu, juntamente com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (Dema), realiza fiscalização nas embarcações com objetivo de combater crimes ambientais, como a pesca ilegal.

Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

“Os trabalhos também levam apoio para comunidades ribeirinhas, garantindo o acesso dessa população aos serviços da Polícia Civil. Dentro do nosso ferryboat, conseguimos montar um cartório itinerante, onde realizamos trabalhos como registros e verificação de ocorrências de inquéritos policiais, bem como prestar esses serviços a diversas delegacias do interior do Estado”, esclareceu Belota.

Denúncias e localização – A população de todos os municípios do Amazonas pode realizar denúncias pelo o número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). A sede da Delegacia Fluvial fica localizada no Porto de Manaus, na avenida Lourenço Braga, bairro Centro, zona sul da capital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui