Desmatadores da Amazônia serão punidos pelos Estados Unidos

Foto: Reprodução

Os desmatadores da Amazônia brasileira deverão ser punidos pelos Estados Unidos. O objetivo é gerar uma “grande mudança” na estratégia do país americano para combater as mudanças climáticas com ações mais severas, como a aplicação de sanções com base na Lei Magnitsky –que congelariam quaisquer ativos dos infratores e impediriam todos os norte-americanos e empresas do país de lidar com indivíduos ou entidades sancionadas.

Além do desmatamento, os EUA pretendem punir também os responsáveis por outros crimes ambientais na região, como o garimpo ilegal. O país já teria iniciado o processo de identificação e investigação de possíveis alvos de punição. Porém, ainda não estaria definido quando as sanções começariam a ser aplicadas, segundo a Reuters.

De janeiro a outubro de 2022, o desmatamento da Amazônia foi de 9.696 km², o equivalente a mais de 6 vezes a cidade de São Paulo. Esse foi o 2º pior acumulado dos últimos 15 anos, sendo só 0,5% menor do que o mesmo período em 2021, quando foram registrados 9.742 km² de desmatamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui