Amazonas Polícia

Dupla que matou desafeto e jogou corpo na lixeira é presa

Avatar
Escrito por Redação 4 Senha

Manaus – A polícia cumpriu mandado de prisão preventiva por homicídio em nome de Caio Henrique dos Santos Cruz, 22, conhecido como “Gasparzinho”, e Weverton Freitas da Silva, 33, o “Negão”.

De acordo com o delegado Paulo Martins, a dupla estava sendo investigada pela autoria do homicídio de um indivíduo identificado apenas como “Patrick”. O crime ocorreu no dia 31 de março deste ano, em um quitinete situado no bairro Educandos, zona sul da capital. No entanto, o corpo da vítima foi encontrado apenas no dia 1º de abril, em um caminhão de lixo, no bairro Santa Luzia, zona sul.

“Iniciamos nossas investigações quando o corpo foi encontrado. Vale ressaltar que até o momento nenhum conhecido ou familiar da vítima se dirigiu até o Instituto Médico Legal (IML) para reconhecer o corpo da vítima. Entretanto isso não nos impediu de trabalharmos no caso para desvendar os autores do crime”, explicou Martins.

Conforme Walter Cabral, ao longo das investigações, os policiais civis da DEHS foram ao local onde o cadáver foi encontrado e analisaram imagens de câmera de segurança que estavam instaladas nas proximidades do lugar. A partir delas, a equipe de investigação da especializada identificou Caio e Weverton.

“Com os infratores identificados, continuamos nossos trabalhos para localizar a dupla. O primeiro a ser preso foi Weverton. O homem foi encontrado no dia 17 de abril na rua União, bairro Compensa, zona oeste da cidade. Já Caio, foi preso na última terça-feira (23/4), no bairro Educandos. Eles confessaram com detalhes a autoria do crime e não demonstraram arrependimento”, disse Cabral.

Motivação – O adjunto da DEHS destacou que a dupla cometeu o crime depois que a vítima furtou do quitinete de “Negão” uma caixa de isopor e uma rede de pano. No dia do crime, 31 de março, a vítima retornou ao local e foi surpreendida pelos infratores.

“Identificamos que eles primeiro agrediram o indivíduo com uma paulada na cabeça, e em seguida amarram e torturaram a vítima. Após a sessão de uma hora de tortura, a dupla decidiu cortar o pescoço de ‘Patrick’ com uma faca. Diante do óbito, os infratores envolveram o cadáver em um saco e jogaram o corpo em uma lixeira”, relatou Cabral.

Na delegacia foi identificado durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) que Weverton já possui passagem pela polícia por homicídio. Já Caio possui passagem por porte ilegal de arma de fogo e roubo. Além disso, “Gasparzinho” tinha em nome dele um mandado de prisão em razão de sentença condenatória por tráfico de drogas.

Caio e Weverton foram indiciados por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, os infratores serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde deverão ficar à disposição da Justiça.

Vídeo:

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.