Eduardo Gomes é destaque no Programa “Aeroportos Sustentáveis” da Anac 

Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus. — Foto: Divulgação/Infraero

O Aeroporto Internacional de Manaus / Eduardo Gomes conquistou a primeira posição, com 78,87% de pontuação, na Edição 2020 do programa “Aeroportos Sustentáveis”, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), entre os aeroportos que processam de 1 a 5 milhões de passageiros por ano. O programa busca incentivar a adoção de boas práticas de gestão ambiental nos aeroportos do Brasil.

O diretor de Operações e Serviços Técnicos da Infraero, Brigadeiro André Luiz Fonseca e Silva, recebeu o reconhecimento em nome da Infraero e afirmou que a Empresa tem como meta buscar os ideais de sustentabilidade. “Estamos presentes em 44 aeroportos do Brasil, por isso, existe muito espaço para buscarmos resultados ainda mais positivos” ressaltou o diretor.

Os aeroportos Santos Dumont, Curitiba e Belém, operados pela Infraero, também atingiram bons índices, sendo classificados como “Primeira Classe”, indicação dada aos aeroportos com pontuação maior ou igual à média simples de seu grupo.

Para o superintendente de Meio Ambiente da Infraero, Fued Abrão Júnior, os resultados conquistados mostram o compromisso da Empresa e seus profissionais com a sustentabilidade ambiental dos seus aeroportos. “A Infraero possui uma política ambiental formalmente constituída. Além disso, dispomos de um índice de desempenho ambiental composto por 25 indicadores que monitora os nossos aeroportos mensalmente”, completou o superintendente.

A entrega do reconhecimento aos aeroportos que se destacaram foi realizada durante o webinar “Aviação Sustentável”, promovido nesta terça-feira (08/06), com transmissão ao vivo no Canal da Anac no Youtube.

O evento contou com a participação, na abertura, do diretor da ANAC, Tiago Pereira, e o reconhecimento aos destaques foi feito pelo diretor Rogério Benevides. Além disso, houve uma apresentação sobre o papel dos aeroportos na sustentabilidade do setor aéreo feita pela diretora-executiva de Sustentabilidade, Proteção Ambiental e Assuntos Jurídicos do Conselho Internacional de Aeroportos (Airports Council International – ACI World), Juliana Macedo Scavuzzi.

De a acordo com o diretor da Anac, Rogério Benevides, o programa busca dar visibilidade às ações positivas de promoção de sustentabilidade já desenvolvidas pelos aeroportos que, voluntariamente, aderiram à participação no projeto. “O conceito de sustentabilidade deve fazer parte do DNA da nossa indústria, pois é parte essencial da manutenção das atividades do setor aéreo a longo prazo”, destacou Benevides.

Critérios para classificação 

A avaliação dos aeroportos foi realizada pela Anac utilizando critérios que consideram os seguintes temas: energia elétrica, recursos hídricos, resíduos, biodiversidade, qualidade do ar local, mudança climática, ruído aeronáutico, saúde e bem-estar, assim como gestão organizacional e educação ambiental.

Nesta segunda edição do projeto, os aeroportos competiram em grupos de acordo com o número de passageiros processados anualmente, de forma que a classificação foi independente em cada grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui