Estados da Amazônia Legal articulam ações para combater queimadas e incêndios 

Foto: Jakeline Xavier/Sema

O secretário de Estado do Meio Ambiente do Amazonas, Eduardo Taveira, participou, na tarde desta quarta-feira (28/07), de uma reunião com representantes governamentais e comandantes de Corpos de Bombeiros da Amazônia Legal. O objetivo do encontro foi articular ações conjuntas para combater incêndios florestais, queimadas e desmatamento no bioma.

Os participantes da reunião apresentaram iniciativas já realizadas e compartilharam especificidades dos seus territórios. As informações coletadas serviram de subsídio para construção de uma matriz lógica, que fundamentará o plano operativo envolvendo cada um dos estados.

Eduardo Taveira reforçou a importância do alinhamento com o governo federal para que as ações sejam efetivas, em especial quanto aos recursos da Garantia da Lei e da Ordem (GLO). O secretário estadual do Meio Ambiente do Amazonas ainda enfatizou as ações executadas no Estado e as parcerias, que têm contribuído no enfrentamento na região.

Foto: Jakeline Xavier/Sema

O alinhamento com o governo federal também é essencial, por conta da sobrecarga que as áreas da União oferecem às administrações estaduais.

Pesquisa – O Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam) atuará na ação conjunta dos estados, oferecendo estudos panorâmicos para análise dos números de ocorrências ambientais registradas.

Na reunião desta quarta, o Ipam apresentou estudo dos focos de calor na Amazônia e traçou linhas gerais das áreas críticas. A análise do Instituto mostrou que cerca de 10% do bioma amazônico foi queimado nos últimos anos. Estima-se que 28% a 30% do fogo que ocorreu no Brasil foi na Amazônia.

Ainda de acordo com o Ipam, os números de queimadas foram registrados em anos do fenômeno El Niño, que, na América do Sul, já causou graves secas e períodos de estiagem. Quanto maior o período de seca, mais fogo foi registrado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui