Falência: Dono da Global Green ‘está indo de mala e cuia’ para a Argentina

Josenildo Mossoró dia que novo golpe da falência já está sendo armado pela Golbal Green - foto: recorte/Gabriel Guimarães

Motoristas, cobradores, pessoal das garagens e do administrativo da Global Green, ficaram apreensivos com a notícia de que o dono da empresa de ônibus urbanos, Luiz Henrique Carioca, está próximo de declarar o “golpe da falência” e se mudar de Manaus sem dar satisfação aos órgão municipais e nem pagar os trabalhadores.

A denúncia está sendo feita pelo vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, Josenildo Mossoró, depois que observou a movimentação do empresário nos últimos dias.

Para o sindicalista, o dono da Global Green vai pegar o mesmo caminho que o dono da empresa Açaí tomou. “Já tivemos um golpe da falência um dia destes, com o dono da Açaí vendendo iates, mansões e todo o seu patrimônio para ir morar na Argentina, onde pretende seguir o mesmo ramo dos transportes”, comparou.

Mossoró acredita que Luiz Henrique já está com a ‘mala e a cuia’ prontas no caminho do País vizinho, a Argentina. Ele já está simulando o conhecido ‘golpe da falência’, na empresa que circula em Manaus.

Conforme disse, ele já está vendendo placas e linhas para outras empresas de ônibus e que outros empresários do urbano já estão contratando motoristas, antecipadamente, para abrigar as novas linhas.

“Se o negócio não desse lucro, outras empresas não pegariam as linhas para trabalhar”, aponta. Mas não é unicamente por ganância dos empresários, que lucram e quando enriquecem, vão embora aplicando a criminosa falência, mas pela omissão da Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), que tem fechado os olhos para este tipo de golpe na economia do município.

Polícia Federal

Vendo a inoperância do IMMU, Mossoró diz que pretende recorrer ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal, com denúncia crime contra a economia dos trabalhadores. “O FGTS e o INSS foram criados pelo Governo Federal, então é de responsabilidade deles coibir esse tipo de crime”, justificou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui