FCecon forma oito médicos pelo Programa de Residência

Foto: Reprodução

O Programa de Residência Médica da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), formou nesta segunda-feira (1º/03), às 19h, a turma de 2021. Ao todo, foram formados oito médicos residentes para o mercado de trabalho.

Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), pela primeira vez, a solenidade de formatura ocorreu de forma virtual. O evento contou com a participação do diretor da Comissão Estadual de Residência Médica do Amazonas (Cerman), médico Juscimar Carneiro Nunes, e do diretor da FCecon, mastologista Gerson Mourão, ao lado de familiares, médicos preceptores e representantes da Diretoria de Ensino e Pesquisa (DEP/FCecon).

O Programa de Residência Médica da Fundação Cecon, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), é ligado à Comissão Nacional de Residência Médica, voltada para a formação de especialistas nas áreas de Anestesiologia, Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Oncologia Clínica, Cancerologia Cirúrgica, Mastologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Ao longo de 16 anos de existência, foram formados pela unidade hospitalar 56 médicos residentes.

Segundo a diretora de Ensino e Pesquisa da Fundação Cecon, farmacêutica-bioquímica Kátia Luz Torres, a formação de mais oito médicos fortifica a assistência à saúde do paciente e a área de recursos humanos para o Amazonas. Ela pontua que, atualmente, o hospital conta com egressos que também compõem o quadro de médicos.

Médicos formados – Os médicos formados são: Cisa Adrine Silva Salgado – 8ª turma de Cirurgia de Cabeça e Pescoço; Edwin Ricardo Noli Lazo – 5ª turma de Mastologia; José Eduardo Martins Adorno e Hugo Arão Costa Brasil Filho – 4ª turma de Anestesiologia; Felipe Pereira de Loredo e Sildomar Queiroz e Silva – 4ª turma de Radiologia e Diagnóstico por Imagem; Alan Pagoto Rossi e Hugo Marlon de Castro Negreiros – 12ª turma de Cirurgia Oncológica.

Residência médica – O Programa de Residência Médica tem o objetivo de ampliar as áreas de especialização médica, disponibilizando vagas anualmente por meio de edital público. O programa foi criado em 2004, sendo um convênio entre as Comissões Estadual (Cermam) e da FCecon (Coreme), conforme estabelecido pelos ministérios da Educação (MEC) e da Saúde (MS) para formação e capacitação de profissionais médicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui