Festa em Tefé gera polêmica em meio à pandemia

Foto: Reprodução

Com mais de 9,5 mil casos confirmados de covid-19, o prefeito de Tefé (a 525 quilômetros de Manaus), Nicsson Marreira, promoveu uma verdadeira aglomeração na cidade no último fim de semana. A festa realizada foi para o movimento LGBT.

No entanto, pelas redes sociais a Prefeitura de Tefé informou que o evento não foi realizado pela atual gestão. A festa contou apenas com caminhão, palco e telão cedidos pela prefeitura.

Além disso, como o evento registrou a presença de mais de cem pessoas, foi interrompido. Os envolvidos na festa serão penalizados, de acordo com a prefeitura.

Conforme decreto municipal de Tefé, festas estão proibidas durante esse período de pandemia de covid-19. Pelo documento, permanecem proibidas a realização de eventos, festas, reuniões ou similares de qualquer natureza, em espaços públicos ou privados, clubes e condomínios, bem como em residências.

Assim como o funcionamento de boates, casa de shows e festas, casa de eventos e de recepções, salões de festas, inclusive privados, parques de diversões, estabelecimentos similares.

Em caso de descumprimento no previsto, o estabelecimento comercial ficará sujeito a uma notificação expedida pelo Procon, em caso de reincidência será aplicada uma multa no valor de dois salários mínimos, assim como suspensão do alvará de funcionamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui