Fiasco na convenção do PMN após quebra de compromisso com Ricardo Nicolau

Auditório do Stúdio 5, para a convenção do PMN - foto: divulgação

Após declarar apoio à candidatura de Ricardo Nicolau (Solidariedade), o presidente do PMN-AM, Ângelo Reis, fechou acordo com Coronel Menezes (PL). O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (03/08), no Studio 5 Shopping e Convenções, durante a convenção do partido.

Logo após o anúncio de pulada de cerca e parceria com o partido do auto-declarado pré-candidato de Jair Bolsonaro ao Senado Federal pelo Amazonas e, ex-superintendente da Suframa conhecido como Coronel Menezes (Patriota), o auditório foi praticamente evacuado.

O PMN não tem fundo partidário, não horário de TV e mais de 30 candidatos a deputado estadual e federal em busca de apoio.

“Precisamos de um apoio majoritário que tenha a cara do PMN, que valorize os nossos membros e não use o partido apenas no período eleitoral e jogue fora. A nossa direção conversou com o Coronel Menezes, houve um acordo e hoje declaramos apoio à sua candidatura ao Senado”, informou Ângelo, que não conseguiu convencer a militância.

Quebra de acordo

O anúncio de quebra de acordo do presidente do PMN, acontece menos de uma semana depois de o partido ter declarado que seguiria na plataforma da candidatura de Ricardo Nicolau. A desculpa, segundo Ângelo, é que o candidato do Solidariedade não estaria “disponível” para o PMN.

Ocorre que no domingo, o próprio Ricardo Nicolau disse para o presidente do PMN que estaria em Brasília para arregimentar forças, apoio e recursos, informação confirmada logo em seguida:

“As palavras do Ricardo Nicolau foram que não estaria presente na nossa convenção e que não poderia e comprometer com nada no nosso partido. Temos bons nomes e precisamos ser valorizados”, justificou Ângelo.

O presidente do PMN informou, ainda, que o partido foi procurado por outros nomes do cenário político local. A convenção do partido foi realizada nesta tarde com a presença de todos os candidatos a deputados federal e estadual, no Studio 5. O evento contava com uma plateia de, aproximadamente, cem pessoas no final da convenção.

Prefeito David Almeida e Tadeu de Sousa saindo do auditório sem subir no palco – foto: divulgação

Vexame!

É assim que pode ser vista a convenção do Partido da Mobilização Nacional (PMN). O Studio 5, que antes era tomado por correligionários, foi esvaziado quase que instantaneamente no momento em que o presidente do PMN, Ângelo Reis, anunciou a saída da base de Ricardo Nicolau e atrelamento à candidatura do Coronel Menezes.

O prefeito David Almeida e Tadeu de Souza, candidato a vice pela chapa de Wilson Lima, aguardavam no Studio 5, o momento ideal para participarem da convenção do PMN. Ambos, David e Tadeu, tiveram que deixar o local já totalmente sem público.

Vídeo do auditório Stúdio 5

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui