Flávio e Queiros são apontados pelo MP-RJ como líderes de organização criminosa

O MP afirma que Queiroz e o filho do presidente estão envolvidos em crimes financeiros - foto: GGN

O Ministério Público do Rio de Janeiro acaba de denunciar Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, no esquema de rachadinha em seu antigo na Alerj.

O filho do presidente foi apontado como líder da organização criminosa e Queiroz como operador do esquema.

Segundo o MP-RJ, como deputado estadual pelo Rio de Janeiro, Flávio usou pelo menos R$ 2,7 milhões do esquema em dinheiro vivo. Os recursos repassados por ex-assessores a Queiroz por meio de depósitos, transferências bancárias e em espécie.

O dinheiro era lavado na loja de chocolates de Flávio, em transações imobiliárias e em gastos com dinheiro vivo, ainda conforme os promotores do caso.

Tudo Ok Brasília Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui