Foragido da Justiça de Tabatinga, é preso por Investigadores da DERFD

Adrei, o "Mourão", de volta à cadeia/Foto: PC-Am

Adrei, o "Mourão", de volta à cadeia/Foto: PC-Am
Adrei, o “Mourão”, de volta à cadeia/Foto: PC-Am

Investigadores lotados na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), da Polícia Civil/AM, coordenados pelo delegado titular, Adriano Felix, prenderam na última quinta-feira, Andrei Chaves de Moura Costa, de 48 anos, conhecido como “Mourão”, envolvido em diferentes crimes, como tráfico de drogas, roubos e estelionato, praticados em toda a Região Norte.
De acordo com o delegado Adriano Felix, o homem estava sendo procurado desde o início deste ano, quando fugiu da Cadeia Pública de Tabatinga, município distante 1.108 mil quilômetros, onde ele cumpria pena pelos delitos cometidos.

“Andrei possui uma ficha criminal extensa. Ele foi preso no início do ano pela Polícia Federal, em Tabatinga, em uma área conhecida como tríplice fronteira, formada por Tabatinga (Brasil), Letícia (Colômbia) e Santa Rosa (Peru). “Mourão”, como é chamado, é envolvido com tráfico de drogas, estelionato e roubos no Amazonas, Amapá e Pará”, explicou a autoridade policial.

Somente no estado do Amapá ele estava sendo investigado pela participação em pelo menos quatro roubos a agências bancárias. Os dois casos de maior repercussão ocorreram em abril de 2011. Foram roubos às agências do Banco Santander na Universidade Federal do Amapá (Unifap) e dentro do Comando Geral da Polícia Militar do Amapá.

Conforme Adriano Felix, o roubo ao posto da agência bancária no Comando da Polícia Militar ficou marcado pela ousadia dos cinco infratores envolvidos. “O bando, comandado por “Mourão”, sequestrou a gerente da unidade e a usou para levar do local $100 mil em espécie”, frisou.

Ainda segundo o delegado, quando foi preso no início deste ano por agentes da Polícia Federal, Andrei estava participando de um novo esquema, servindo de olheiro da movimentação na Alfândega Brasileira de Tabatinga. No momento da prisão, o homem apresentou uma identidade falsa com o nome de Augusto Andrei Chaves de Cristo. Na ocasião, também foi autuado por falsidade ideológica.

Na tarde de ontem, por volta das 16h, a equipe de investigação da Derfd recebeu informações de que Andrei caminhava pela Avenida Djalma Batista, zona Centro-Sul de Manaus. “Fomos ao local averiguar o fato e constatamos que se tratava do foragido da Justiça. Então efetuamos a prisão, em cumprimento ao mandado de prisão por tráfico de drogas, expedido no dia 17 de dezembro de 2014 pela desembargadora Encarnação Salgado”, disse Felix.

Andrei não reagiu à prisão. Ao término dos procedimentos cabíveis, o homem foi reconduzido à Unidade Prisional de Tabatinga, onde ficará à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui