Gestores da educação básica devem cumprir piso salarial dos professores

Foto: Seduc-AM/Divulgação

Os gestores do ensino básico devem estar atentos para adotar ações no objetivo de cumprir com o piso salarial dos professores. O alerta foi emitido pelo Departamento de Auditoria em Educação (Deae) do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

O alerta pode ser consultado na edição do Diário Oficial Eletrônico desta sexta-feira (1º), em www.doe.tce.am.gov.br. Para a emissão do alerta, foi levado em consideração o valor do piso nacional do magistério nos últimos dois anos, que se manteve inalterado. O Departamento de Auditoria em Educação (Deae) do TCE-AM também destaca o posicionamento do Comitê Técnico de Educação do Instituto Rui Barbosa (IRB), que definiu o novo valor do piso salarial para R$3.845,63 em 2022.

O TCE-AM orienta que os gestores se esforcem, em caso de necessidade, para adaptar os planos de cargos e salários do magistério. Deve ser levado em consideração que o piso salarial precisa constar no vencimento inicial do cargo, sem contar com acréscimos, se adequando assim ao quesito do Plano Nacional de Educação para valorizar os profissionais do magistério público. Também é chamada atenção para a jornada de trabalho, fixada em, no máximo, 40 horas semanais.

DOE PISO SALARIAL

DOE PISO SALARIAL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui