Greve geral dos trabalhadores dos transportes Especial na sexta-feira (29)

Presidente do Sindicato da categoria William Enock - Foto: Divulgação

Categoria dos Transportes Especiais vai parar/Foto: Divulgação
Categoria dos Transportes Especiais vai parar/Foto: Divulgação

Mais de 140 mil trabalhadores do Polo Industrial de Manaus (PIM) ficarão sem ônibus Especial, a partir das 04h00 da manhã, de sexta feira (29 de maio). O anúncio foi feito hoje, pelo presidente do Sindicato dos Transportes Especial, William Enock, logo após sair da assembleia da categoria, que reuniu mais de 380 trabalhadores do sistema.

A paralisação decidida por unanimidade, com a maioria absoluta dos trabalhadores dizendo sim, vai iniciar nas concentrações de trabalhadores programadas para as rotatória da Suframa, rotatória da São José, Avenida Torquato Tapajós, rotatória do Armando Mendes e rotatória da Gillete, no Distrito I.

De acordo com Enock, devem parar em torno de 250 ônibus e próximo de 4 mil trabalhadores do sistema dos Transportes Especial de Manaus (motoristas).

O motivo da paralisação geral do sistema, nessa sexta feira, segundo o presidente da categoria, foi pela intransigência dos patrões em não querer negociar um patamar maior no reajuste salarial. Os trabalhadores estão reivindicando 15% de reajuste, os patrões querem dar apenas 6% mais 2% em janeiro de 2016.

O Sindicato também reivindicou almoço, lanche e café da manhã. As empresas só querem dar R$ 210,00 de cesta básica e mais R$ 60,00 de cesta natalina, que hoje é de R$ 50,00. Existem outras cláusulas menores, que já existiam nas convenções coletivas anteriores, só precisando de atualização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui