Lula chega para se despedir de seu neto

Lula chega para velório do neto em São Bernardo do Campo, SP-Reprodução/TV Globo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a São Bernardo do Campo (SP) na manhã deste sábado (2), após deixar a sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba, para participar do velório do neto, Arthur Lula da Silva, de 7 anos, que morreu vítima de meningite meningocócica. Escoltado, o ex-presidente entrou no cemitério pouco depois das 11h.

Preso por condenação em 2ª instância na Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-presidente recebeu autorização da Justiça Federal para ir à despedida do neto. A íntegra da decisão, tomada na noite desta sexta-feira (1º), não foi divulgada.

Lula embarca para SP para acompanhar o velório do neto — Valquier Aureliano/PhotoPress/Estadão Conteúdo

O corpo de Arthur começou a ser velado por volta de 22h desta sexta, no Cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo, e seguia ao longo deste sábado. A cremação está prevista para o meio-dia.

Muito emocionados, os pais de Arthur passam a manhã ao lado do caixão. Objetos pessoais do menino foram colocados perto dele. A sala está repleta de coroas de flores.

Lula desembarca de helicóptero São Bernardo do Campo — Foto: Reprodução/TV Globo

Por volta de 9h, o movimento havia se intensificado na sala do velório. Por orientação da Polícia Federal, apenas familiares podem ficar lá dentro. O policiamento é grande do lado de fora.

Amigos e políticos

Antes mesmo da chegada do ex-presidente, amigos dele e políticos já estavam no local. Entre eles, estão a ex-presidente Dilma Rousseff, o governador da Bahia, Rui Costa, o ex-ministro Fernando Haddad (PT), candidato derrotado no 2º turno das eleições presidenciais de 2018, e os ex-ministros Benedita da Silva, Aloizio Mercadante e Alexandre Padilha.

A despedida do neto de Lula reúne ainda petistas como Gilberto Carvalho, José Mentor, Alexandre Padilha, José de Fillipi Jr. e o Professor Luizinho, além de Rafael Marques e José Lopes Feijóo, ex-presidentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Os deputados Carlos Zarattini (PT-SP) e Ivan Valente (PSOL-SP) também estão presentes.

O vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT) disse que foi ao local para abraçar Lula.

O velório reúne petistas e amigos de Lula-Reprodução/TV Globo

“Momento de extrema tristeza. Vim aqui para abraçar o presidente Lula. Ontem ainda escrevi ao presidente Jair Bolsonaro que era fundamental, sagrado, constitucional que pudesse Lula estar aqui presente no velório de seu neto Arthur. Uma pessoa tão querida”, disse Suplicy.
O candidato derrotado do PSOL à Presidência da República, Guilherme Boulos, também falou com a imprensa.

“Conversei com a família, dei os pêsames. Felizmente, dessa vez houve um bom senso da Justiça e da Polícia Federal de permitir que o presidente Lula possa vir se despedir do seu neto”, afirmou Boulos, referindo-se ao funeral do irmão de Lula, do qual o ex-presidente não conseguir participar devido à demora de decisão favorável do STF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui