Indecisão do PT empurra David Almeida para o PSDB de Arthur Neto

Depois da “caldeirada socialista”, uma rede para Praciano sonhar com o apoio - foto: Facebook

A indecisão da direção estadual do PT está aproximando o PSB ao PSDB de Arthur Neto. As conversas ainda não são oficias, mas já estão em processo bem avançado e podem indicar o vice-prefeito Marcos Rotta como pré-candidato a vice na chapa de David Almeida, nos próximos dias.

O PT ainda insiste na composição com o PDT de Amazonino Mendes. Quer estrutura para a campanha estadual e Senado. Como moeda de troca, o PT tem 05 minutos de tempo de TV e, é com essa bagagem não muito expressiva, que tenta negociar com o desgastado chefe do executivo um lugar não muito vantajoso, para boa parte dos militantes da legenda.

Depois da “caldeirada socialista”, uma rede para Praciano sonhar com o apoio – foto: Facebook

Caldeirada socialista

No calor da decisão de um grupo interno do PT-AM, o quase pré-candidato ao senado, Francisco Praciano (PT) preparou uma “caldeirada socialista” nessa segunda feira (25) para receber o vice-presidente do PDT, Stones Machado e o carona Ademir Ramos (ex-PSDB) para “acertar” detalhes de uma provável conversa com Amazonino. Praciano também quer estrutura, quer apoio e trampolim para se catapultar ao Senado.

No entanto, a busca por estrutura para campanha na base de Amazonino é uma promessa rodeada de incertezas. Que o diga o presidente do PDT no Amazonas, Hissa Abrahão, que declarou recentemente a amigos, que nem o Diretório Estadual do PDT tem recebido atenção de Amazonino Mendes. Falta água e cafezinho na direção do PDT, por falta de verbas.

Hissa e o vice-presidente Stones Machado vivem às turras, mas nenhum dos dois tem encontrado facilidades na seara do governo. Até porque, Amazonino está de namoro sério com o PP de Chiquinho Garcia e o MDB de Eduardo Braga, além do construtor de geleiras para peixe, Alfredo Nascimento. Nesse cenário, qualquer prognóstico sobre composições, é tiro no escuro. Mais ainda, uma aliança do PT com o PDT que já anda com o barco abarrotado de pretendentes.

Até porque, o anúncio de distribuição de dinheiro aos prefeitos do interior, na pré-campanha eleitoral de 2018, tem atraído uma legião de admiradores, interessados nos “encantos” do chefe de governo do mandato tampão, mas com a chave do cofre. O barco vai vazar água e, não demora muito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui