Indígenas recebem orientação sobre vacina em Carauari

Foto: Reprodução

A vacinação de índios na Terra Indígena Igarapé Preto Bauana, do povo Kanamari, uma das três Tis localizadas em Carauari (a 782 quilômetros de Manaus) começou no último sábado (13). O processo foi acompanhado pela Promotoria de Justiça do Município, que constatou que a divulgação de notícias falsas está impedindo os indígenas a aceitarem tomar a vacina.

A falta de informações concretas sobre a vacina é uma das realidades da população indígena naquela região. Em conversa com o promotor de justiça, Eduardo Gabriel, o chefe indígena, Atowé Kanamari, revelou que o medo da vacina se originou de vários boatos. O líder da aldeia também relatou que alguns índios ouviram falar dos efeitos colaterais da vacina, dentre eles, a possibilidade de adquirir características de um jacaré.

“Conversei com o chefe indígena, principalmente sobre a responsabilidade que o líder possui, pela própria posição ocupada, de dar o exemplo e tranquilizar os mais jovens quanto aos efeitos da vacina. Após a vacinação do chefe indígena, alguns jovens que haviam desistido de tomar a segunda dose, compareceram e também foram vacinados”, relatou Eduardo Gabriel.

Carauari tem uma população estimada em 28,5 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As três comunidades indígenas do município pertencem à Coordenação Regional do Alto Solimões (CRAS), com sede Tabatinga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui