Josué e Serafim entram na disputa direta pela presidência da Aleam

Belão, Serafim e Josué, os três deputados que entram na linha de sucessão de David Almeida na Aleam - foto: recorte

A eleição interna para a Presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), será daqui a três meses, no dia 1º de fevereiro, mas as movimentações pelo cargo ocupado hoje pelo deputado David Almeida (PSD) já começaram com maior intensidade do que a escolha do secretariado do governador eleito Wilson Lima (PSC).

Nos bastidores da política os burburinhos, as conversas no pé do ouvido dão conta de que pelo menos três nomes já se colocam na linha de largada: Belarmino Lins (PP), Serafim Corrêa (PSB) e o deputado Josué Neto (PSD).

A ida de Josué Neto à festa da vitória do governador eleito Wilson Lima, no domingo (28), não foi por acaso. Josué e a Deputada Alessandra Campelo (MDB), deveriam estar sondando os arredores e já se fazendo presente diante do grupo político do novo governador do Estado. Capitaneando simpatias, talvez.

Belão, Serafim e Josué, os três deputados que entram na linha de sucessão de David Almeida na Aleam – foto: recorte

Estrategista, Alessandra vem trabalhando a possibilidade de compor a Mesa Diretora e, contribuir para conquistar a simpatia do novo governador ao seu candidato predileto, mesmo embora, os dois, tenham recém saídos de outra composição política, adversária.

Belão

Por sua vez, observadores antenados apontam que Belarmino Lins (o Belão) não teria fôlego para seguir na maratona e que pode desistir antes mesmo da largada. Mas, ele próprio disse em uma entrevista recente, que não sabe ser oposição, que “sua tendência é ser do lado do governo”, ou seja, Belão sempre teve uma veia governista na sua carreira política. Portanto, não está descartado.

No entanto, Josué Neto e Serafim Corrêa são os únicos, por enquanto, que estão posicionados na linha de largada. As apostas colocam Serafim Corrêa em vantagem em relação a Josué, sobretudo por sua capacidade de bom estrategista.

Afirmam os especialista que até janeiro muitas águas haverão de correr por debaixo da ponte, que não é hora de cantar vitória, mas que as possibilidades de chegar à Presidência da Aleam apontam nessas duas direções: Josué Neto e Serafim Corrêa, com o primeiro podendo surpreender por reunir maior capacidade de aglutinação em torno das mais diferentes correntes de pensamento parlamentar.

Com contribuição do Portal Fato Amazônico

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui