Manaus tem novo arcebispo nomeado pelo Papa Francisco


O Papa Francisco aceitou o pedido de renúncia de dom Sérgio Eduardo Castriani e nomeou dom Leonardo Ulrich Steiner como novo Arcebispo Metropolitano de Manaus, nesta quarta-feira, 27.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou agradecimento a dom Sérgio Castriani e saudação a dom Leonardo Steiner.

Confira abaixo as biografias:

Novo Arcebispo – O novo arcebispo metropolitano de Manaus nomeado pelo Pontífice é Dom Leonardo Ulrich Steiner, 69 anos, atualmente bispo auxiliar de Brasília.

Dom Leonardo nasceu no dia 6 de novembro de 1950 em Forquilhinha (SC). Foi nomeado bispo em 2 de fevereiro de 2005 pelo Papa João Paulo II para a Prelazia de São Félix do Araguaia (MG), sucedendo a dom Pedro Casaldáliga e recebeu ordenação no dia 16 de abril do mesmo ano. Seu lema episcopal é “Verbum Caro Factum” que quer dizer “Verbo feito carne”.

De 2007 a 2011, foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e vice-presidente do regional Oeste 2 da entidade.

No dia 10 de maio de 2011 foi eleito secretário-geral da CNBB, durante a 49ª Assembleia Geral. Em 21 de setembro daquele ano, o Papa Bento XVI o nomeou bispo auxiliar da arquidiocese de Brasília (DF).

Dom Leonardo foi eleito como membro delegado pela CNBB para participar como padre sinodal da 13ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, realizada em Roma de 7 a 28 de outubro de 2012, com o tema “A Nova Evangelização para a transmissão da fé cristã”.
No dia 20 de abril de 2015, foi reeleito secretário-geral da CNBB. Seu mandato foi concluído no dia 10 de maio de 2019.

Novo Bispo Emérito – Dom Sérgio Castriani nasceu no dia 31 de maio de 1954, em Regente Feijó (SP). Religioso da Congregação do Espírito Santo, foi ordenado presbítero em 9 de dezembro de 1978, em São Paulo (SP). Sua nomeação episcopal ocorreu em 27 de maio de 1998 como coadjutor de Tefé (AM). Ordenado bispo em 9 de agosto daquele ano, na cidade de Tefé, dom Sérgio escolheu como lema episcopal “Habitou entre nós”. Em outubro de 2000, foi nomeado bispo prelado de Tefé.

O vínculo de dom Sérgio com Manaus teve início com a nomeação para o governo pastoral da arquidiocese amazonense, em 12 de dezembro de 2012. A posse foi em 23 de fevereiro do ano seguinte.

Dom Sérgio foi bispo referencial da Pastoral da Juventude no regional Norte 1 da CNBB (1998-2003); secretário do regional Norte 1 (2001-2003); presidente da Comissão Episcopal para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB por dois mandatos (2003-2007; 2007-2011) e membro da Comissão Episcopal para a Amazônia. Entre 2013 e 2014, coordenou a equipe que elaborou o tema central da 52ª Assembleia Geral da CNBB “Comunidades de comunidades: uma nova paróquia”, que resultou no documento 100 da conferência.

Da redação – Rádio Rio Mar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui