Amazonas Formal & Informal

Melo volta ao governo do Estado na próxima terça feira

Melo ingressam com recursos junto ao STF para reverter cassação/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

O resultado das ultimas pesquisas caiu como uma bomba no comitê do senador Eduardo Braga, candidato ao governo nessas eleições suplementares ao governo do Amazonas.

Com uma vantagem gigantesca de Amazonino Mendes, Eduardo correu a Brasília para conversar com seus advogados na tentativa de não fazer mais caso do processo movido contra o governador José Melo, que deve voltar ao cargo na próxima terça feira (15).

Melo já havia ingressado com recursos junto ao STF para reverter cassação/Foto: Divulgação

E o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, (STF) pode reverte o voto, na terça feira. Segunda, termina o prazo para impugnação de embargos.

Diante da derrota inevitável, não interessa para Eduardo manter as eleições em curso, e muito menos manter a “briga”, no TSE. Para Eduardo, é mais favorável o Melo do que Amazonino. Eduardo chegou a procurar o escritório do Melo, em Brasília, para consultar sobre o assunto.

Com Melo sem poder se candidatar à reeleição, Eduardo pode até almejar, com uma certa folga, voltar à disputa eleitoral em 2018. Com Amazonino, ele teria que enfrentar a máquina administrativa, o senador Omar Aziz, o prefeito Arthur Neto e o periférico, que, evidentemente, estariam agrupados para eliminar o senador Eduardo Braga de todas as disputas eleitorais no Amazonas, até a eternidade.

Outras informações, mais tarde….

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

3 Comentários

  • Depois de do TRE ter gastado milhões do dinheiro público numa eleição para governador, o STF vem e cancela o pleito. Com a recessão que o país esta passando o excelentissímo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF) deferir a favor o governador cassado Melo. Afinal, estamos nadando em dinheiro mesmo, né?!?

  • Na verdade quem erra é a própria população,incrível a capacidade de esquecer as coisas ou só pode se vender por merenda,pq é inadmissível ver no segundo turno amazonino x Eduardo braga…amazonino na última gestão como prefeito foi o prefeito fantasma…Eduardo como ministro outra vergonha…