Motoboy humilhado em vídeo ganha moto nova e vaquinha chega a R$ 115 mil

Foto: Reprodução/Redes socais

O motoboy Matheus Pires, 19 anos, que foi vítima de racismo ao fazer uma entrega. Em um condomínio em Valinhos, no interior de São Paulo, na última sexta-feira, (7). Recebeu empatia, carinho, presente e ajuda financeira de pessoas que ficaram indignadas com o caso.

O grupo Razões para Acreditar criou uma vaquinha virtual para arrecadar R$ 150 mil para o rapaz e já ultrapassou R$ 115 mil até ontem sábado (8).

O humorista Matheus Ceará também presenteou o rapaz com uma moto. Nos stories do seu Instagram, o comediante do SBT publicou: “Nós é ligeiro ou não é?”, comentando que já tinha encontrado seu chará e entregado a moto. “Não é uma moto igual a que o Luciano Huck vai dar”, brincou Douglas Nascimento. “Eu estou dando a moto para o moleque trabalhar e o Luciano Huck tem que dar a moto para ele de passeio”, provocou Matheus Ceará.

Foto: Reprodução

Matheus Pires, agradeceu pela atitude dos artistas, às mensagens de apoio que recebeu, aos motoboys de Valinhos e aos seus novos seguidores na rede social. “Realmente, saber que as pessoas dão valor aos motoboys foi muito bom.”

Depois que o caso de racismo caiu nas redes sociais, muitas pessoas começaram a seguir Matheus e ele já conta com 1,4 milhão de seguidores.

O passo além das ações de solidariedade seria as autoridades, reconhecer que o homem que aparece no vídeo cometeu um ato racista e tomar as medidas cabíveis.

Eu não quero ficar rico, eu quero mudar o mundo!#entregadoresantifascistas#aprovapl1665 pic.twitter.com/Qsh79a0dFK

— Galo (@galodeluta) August 7, 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui