Motoristas são multados por estacionarem em locais proibidos em Manaus

Foto: Divulgação / IMMU

Garantir fluidez e manter a ordem no trânsito foi o objetivo da fiscalização realizada pela Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), na manhã desta quinta-feira, 17/2, nas zonas Sul e Leste da cidade. A operação faz parte da programação do órgão para oferecer trânsito seguro e prevenir acidentes. Foram notificados 80 motoristas por estacionamento em locais proibidos.

“Estamos monitorando e fiscalizando a circulação de veículos em toda a cidade. É uma determinação do prefeito David Almeida para que possamos estar nas ruas realizando essas operações que vão garantir fluidez, segurança e, acima de tudo, trabalhar a prevenção de acidentes em nossas vias”, disse o vice-presidente de trânsito do IMMU, Edson Leda.

Os agentes percorreram as ruas e avenidas do Centro e constataram vários carros estacionados em cima de calçadas e em passeios públicos, prejudicando a circulação e colocando em risco a vida dos pedestres. A irregularidade rendeu aos motoristas 60 multas e sete veículos foram removidos ao parqueamento do IMMU.

Foto:

Na zona Leste da cidade, frequentemente o IMMU recebe reclamações de pedestres que sentem dificuldades para circular nas calçadas da avenida Hilário Gurjão (conhecida como Fuxico). Os agentes realizaram as abordagens, orientaram os motoristas a estacionar de maneira correta. Na ocasião, cerca de 20 veículos sofreram notificações.

O vice-presidente de trânsito informa que operações como essa acontecerão em outros pontos da cidade. “Queremos que o condutor cumpra com as leis de trânsito, para o benefício dele mesmo e também do pedestre. Por isso, realizaremos outras operações na cidade, sempre primeiro orientando, alertando o condutor para evitar serem autuados”, afirma Edson Leda.

O valor da multa é de R$ 191,54, além de o condutor perder cinco pontos na carteira. Estacionar na calçada representa uma infração grave, prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui