O bom da democracia é a própria democracia (Por George Dantas)

Articulista George Dantas(AM)

Articulista George Dantas(AM)
Articulista George Dantas(AM)

Exatamente hoje, 15 de março, de quando o Brasil comemora 30 anos do retorno a democracia plena após longos anos da ditadura militar, esse mesmo Brasil, hoje amanheceu com  grandes manifestações populares, com o povo indo para às ruas, demonstrando sua insatisfação com o governo federal, com políticos, com a corrupção que se instalou na Petrobras, dentre outras reivindicações.
Diferente das manifestações de junho de 2013, essas manifestação não se concentraram apenas em São Paulo, mas, sim, em todo o Brasil, e o balanço das manifestações mostra que elas transcorreram sem incidentes e sem vandalismo, tendo a participação de mais de 50 cidades brasileiras.

Povo nas ruas de Manaus/Foto: Luiz vasconcelos
Povo nas ruas de Manaus/Foto: Luiz Vasconcelos

Elas, poderiam ter sido ainda maiores, porém, muitas pautas dificultaram para grande parte da população o entendimento da verdadeira razão das manifestações, pessoas diferentes pediam a saída da presidente Dilma, impeachment, redução dos preços dos combustíveis,  liberação do FIES, cancelamento da medidas que tiraram direitos trabalhistas, o fim da corrupção, fim da impunidade e até, pasmem, a volta dos militares.

O povo se vestiu de verde e amarelo e pedia um Brasil melhor, independente de partidos políticos, sendo a bandeira do Brasil a única que apareceu em todas as manifestações.

Manifestações também ocorreram em algumas cidades de outros países, como Londres, Nova Iorque, Buenos Aires, Miami dentre outras e se concentraram na frente das embaixadas brasileiras.

A voz das ruas não é mais tão rouca que não cheguem aos ouvidos de Brasília, um momento crítico como esse, exige que a presidente Dilma venha a público dizer que entendeu o recado das ruas, reconhece os problemas que o Brasil enfrenta e que fará o seu melhor para resolvê-lo.

As mazelas que o Brasil enfrenta se combate com enfrentamento dos problemas e com mais democracia, não menos.(George Dantas – articulista, ambientalista)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui