Amazonas Formal & Informal

Operação ‘tapa buraco’ vira show midiático de Arthur Neto na zona leste

Com Arthur Neto, a prefeitura de Manaus tem mais notícia do que obras executadas - foto: divulgação
Redação
Escrito por Redação

Em mais um show midiático a céu aberto, o prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB), anunciou nessa segunda feira (11) a recuperação de 10 mil ruas das mais de 60 mil existentes na cidade. Essa é só uma operação ‘tapa buracos’ com o nome de recapeamento de ruas, às vésperas das eleições de 2018, que deveria ter sido feita desde o inverno de 2017, mas que vai custar aos cofres da prefeitura, a simples bagatela de R$ 320 Milhões.

Como parte do show visual, Arthur escolheu a Zona Leste, mais emblemático ainda, o Bairro do Grande Vitória, onde as ruas estão praticamente intransitáveis desde o inverno do ano passado.

Com Arthur Neto, a prefeitura de Manaus tem mais notícia do que obras executadas – foto: divulgação

A cidade está toda esburacada, obras inacabadas, inclusive, a da Avenida Brasil, em frente à prefeitura de Manaus. O barranco do igarapé do Franco desabou naquela área há pelo menos dois anos e, de lá para cá, a obra só tem dado transtornos para quem precisa transitar naquela via.

Mais impressionante, foi o que aconteceu essa semana com a Praça Tenreiro Aranha, no Centro. Depois de dois anos e meio cercada por tapumes, os moradores e comerciantes da área “arrancaram a cerca na marra” para liberar a praça antes mesmo de ter sido concluída e reinaugurada. Arthur perdeu o show nesse caso.

Moradores e comerciante não dão chance do prefeito inaugurar a praça Tenreiro Aranha – foto: divulgação

Em outra obra recuperação da Avenida Djalma Batista com a Rua Pará, que era para ser concluída em 15 dias, já ultrapassa os 90 dias e pelo que demonstra, não tem data para terminar. Enquanto isso, prejuízos se acumulam para os comerciantes da área.

Mais mídia do que obra

Toda obra do Arthur, por menor que seja, é um evento midiático. Ou seja, mais mídia que obras. ‘Tapar buracos’ em 10 mil ruas, durante cinco meses, parece ser o máximo que a prefeitura de Arthur Neto suporta fazer. Resta saber, se tapar buracos, com verbas guardadas para serem gastas em época de eleição, é legal para os olhos da Justiça Eleitoral ou não, uma vez que, ele, o prefeito, estará lançando a candidatura do filho, Arthur Bisneto (PSDB), para um cargo ainda não definido no calendário. Mas ele estava no show midiático de hoje (11), dando entrevistas.

Obra interminável no Igarapé do Franco, em frente à prefeitura de Arthur Neto – foto: AC

Arthur tem dificuldade em executar obras de médio e grande porte. Em dois mandatos, quase concluídos, ele não conseguiu executar uma obra que tenha prometido em período eleitoral, entre elas, Metrô sobre trilhos, BRT, Instalação de poste de acrílico em toda a cidade, ciclovias, calçadas para pedestres, pavimentação e urbanização de Manaus, wi fi nos ônibus urbanos. Ou seja, é uma prefeitura com mais notícia que obras executadas.

Recapeamento

Se os trabalhadores seguirem à risca as ordens do prefeito e do seu filho Arthur Bisneto, que aproveitou parta tirar uma “casquinha” do show midiático, eles terão que recapear uma média de 125 ruas por dia, durante os cinco meses de obra anunciadas.

Mas, se for levado em conta que toda obra do Arthur sempre ultrapassa o tempo previsto, facilmente, a população de Manaus vai chegar no próximo inverno tendo que sapatear pelos buracos e lamaçal, os mesmo dessa Manaus de hoje. O povo está esquecido pelo poder público municipal, mas ele (povo) deve se lembrar de quem os esqueceu assim que for solicitado.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário