Oposição sem voto tenta ganhar eleição na justiça, em Rio Preto

Só a estátua de Jesus e a fé do povo pode entender a insistência da oposição em ganhar eleição sem voto - foto: arquivo

Mais uma vez estão tentando criar impedimento ao prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson Sousa (Progressista), na intensão de torna-lo inelegível nas eleições que acontecerão no próximo dia 15 de novembro.

A ação foi movida pela coligação oposição ‘Oportunidade Para Todos’, solicitada ao Ministério Público Eleitoral através do cidadão Fabiano Almeida Tavares, um militante que mora no Km 01, no Ramal da Paz.

Ou seja, amparado pela coligação de oposição ao prefeito, Fabiano solicitou à justiça eleitoral de Rio Preto da Eva que torne o prefeito inelegível, alegando improbidade administrativa e a justificativa de uma dívida de R$ 2 Milhões, em ação impetrada no dia 2 de outubro de 2020, em processo que teria transitado em julgado no dia 20 de abril de 2018, no TRF1.

Sem consistência

A impugnação apresentada pela oposição e pelo Ministério Público não tem consistência, pois o processo foi julgado em primeira instância em Manaus mas não teve êxito. Depois disso, houve a apelação ao Tribunal Regional Federal (TRF-1), em Brasília onde se encontra desde 2018 para julgamento. A oposição apresenta o espelho até 2018, mas se puxar o processo vai perceber que não foi julgado pelo colegiado, portanto, não tem efeito a decisão de Manaus.

O advogado da oposição sabe que no momento que houve a apelação, o efeito suspensivo ocorre de forma imediata. Portanto…

Esta é a apelação que está no TRF-1, 4ª Turma, em Brasília – foto: recorte

Por outro lado, o prefeito diz que qualquer cidadão tem o direito de acionar a Justiça, mas fundamentado. Também disse que já virou rotina a oposição de Rio Preto querer impugnar a sua candidatura, mas a Justiça tem reconhecido improcedente as acusações. “Eles fazem isso sistematicamente, quase uma vez por mês”, assegura.

População

Com a candidatura empinada desde o início da campanha eleitoral e com todos os prognósticos dando vitória incontestável nas urnas ao prefeito Anderson Sousa, resta à oposição o único recurso que é ganhar as eleições no chamado ‘tapetão’.

Ocorre que, isso é o mesmo que ir contra a vontade da população, que já está cansada com as repetidas tentativas da oposição de querer ganhar eleição sem voto e usando as mesmas manhas de outras eleições.

“A mais nova ação movida pela oposição em Rio Preto da Eva é igual a caldo de Bodó morto e requentado depois de quatro anos”, destaca o assessor Erlan Roberto.

Documento que a oposição usou para impugnar candidatura do prefeito Anderson Sousa:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui