Órgãos retomam uso obrigatório de máscaras após alta nos casos de covid-19

Foto: Recorte

Por conta do aumento nos casos de covid-19, alguns órgãos públicos do Amazonas retomaram o uso obrigatório de máscara. A medida é válida por tempo indeterminado e tem o objetivo de evitar o contágio por coronavírus.

O Tribunal de Justiça do Amazonas divulgou a Portaria n.º 4050/2022, que restabelece a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção respiratória para todas as pessoas que frequentam as dependências administrativas e judiciárias da instituição, na capital e no interior do Estado, seja de forma regular ou eventual. Conforme a portaria, assinada pelo presidente do TJAM, desembargador Flávio Pascarelli, o uso da máscara passa a ser obrigatório a partir desta segunda-feira (21) e a fiscalização da utilização do item caberá aos diretores dos fóruns.

O aumento nos casos foi divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas em 16 de novembro; o boletim divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz em 10 de novembro11, indicando que o Amazonas está entre os Estados com sinais de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG); e orientação da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia e da Organização Mundial da Saúde (OMS) a fim de prevenir a contaminação pelo coronavírus (SARS-CoV-2).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui