Pablo Casado está entre os três melhores atletas de SUP do Brasil


O 5º lugar alcançado em Brasília (DF) no final de semana, dias 22 e 23/6, pela segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Stand Up Paddle (SUP), não era o esperado, mas manteve o amazonense Pablo Casado, 41, esperançoso para conquistar na próxima e última etapa da competição o título de campeão brasileiro. O atleta conta com o apoio da Prefeitura de Manaus. O resultado garante o amazonense entre os três melhores atletas de SUP do Brasil na categoria master profissional.

Pela performance, ele tem chances de chegar na última etapa, a de Campo Grande, e se tornar novamente campeão como em 2017. A prova será de Sprint, uma das especialidades de Pablo.

“Eu estava muito confiante para essa etapa, a minha ideia era ganhar. Eu fiz uma boa primeira metade da prova, ao remar com o vento contra, mas nos cinco quilômetros finais nós remamos com o vento a favor e a minha prancha não é boa para essa condição. Então, eu achei que me sairia bem, mas a minha prancha estava ‘enterrando’ na água. Tive dificuldade, tive que fazer muita força para acompanhar meus adversários. Estava em terceiro e acabei ficando em quinto. Estou feliz com meu resultado porque tenho condições de me sagrar campeão na última etapa”, disse.

Fotos – Divulgação / Semjel

Já no domingo, 23/6, foi disputada a prova técnica aberta para todas as categorias e Pablo foi o primeiro dos atletas acima de 40 anos, porém o resultado não contou para o campeonato brasileiro. “Tínhamos ali 26 atletas inscritos nessa prova e eu consegui ser o melhor atleta acima de 40 anos. Essa prova me deixou ainda mais motivado para partir para Campo Grande em busca de um bom resultado”.

O secretário municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), João Carlos, destacou o empenho do amazonense. “Pablo já vem há muito tempo desenvolvendo o Stand Up Paddle no Amazonas. É uma referência do esporte no Estado e tem conquistado resultados expressivos em nível nacional. Procuramos sempre atender a determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto de valorizar o esportista amazonense”, ressaltou.

Pela primeira vez no circuito brasileiro de SUP, o Amazonas teve mais de um representante. Além de Pablo Casado, Paulo César Ferreira, 13, disputou a competição pelas categorias iniciante, onde foi campeão e pela junior, garantindo o segundo lugar.

Paulo César Ferreira – Fotos: Divulgação / Semjel

“Venho correndo o circuito brasileiro há cinco anos e é a primeira vez que tenho outro amazonense correndo ao meu lado representando a bandeira do Amazonas. O Paulo César iniciou com o pai dele no meu projeto, o SUPerar, e hoje está dando os primeiros frutos”, explicou Pablo.

As primeiras remadas foram no lago do Tarumã, mas é no balneário do Rio Preto da Eva, em projeto desenvolvido por seu pai, o SUP Rio Preto, que Paulo César vem se desenvolvendo na modalidade. Com três anos de prática, ele já apresenta os primeiros resultados.

“Foi uma ótima experiência, aprendi muitas coisas. Não foi minha primeira competição, mas o importante é o aprendizado. Consegui o primeiro lugar no iniciante, na minha categoria tinha atletas maiores que eu, mas mesmo assim consegui o segundo lugar. Vejo uma boa expectativa para a próxima etapa que vai ser Sprint, é arrancada e estamos mais preparados para isso”, afirmou o garoto, que já planeja o futuro. “Quero ir para o mundial e para competições internacionais. Vou procurar ser campeão e melhor no que eu faço”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui