Planejamento e metas são fundamentais na preparação dos Processos Seletivos

Foto: Divulgação

Veja abaixo algumas estratégias sugeridas por especialistas para se dar bem nos processos seletivos

O mês de agosto é, para muitos estudantes, o momento de restabelecer a rotina de colégio, trabalho e estudos em casa. Para quem busca ingressar no ensino superior, trata-se também de um período bastante crucial, já que as atenções voltam-se aos vestibulares e às provas do Enem.

O mais importante na preparação para entrar em uma faculdade é, segundo muitos especialistas, ter planejamento e estabelecer certas metas, diárias, semanais e mensais, já que, para atingir um objetivo, é preciso planejar todas as etapas que se deve percorrer. Assim, ter uma agenda para organizar compromissos, datas importantes, semanas de provas, seminários e trabalhos em grupo é imprescindível neste plano de ação.

Na prática, uma das estratégias sobre como estudar para o Enem é, portanto, ter organização em todos os sentidos, desde os horários de estudos, momento de lazer e tempo de descanso quanto até mesmo o cuidado com os pertences escolares. Por isso, recomendam que comece por uma boa faxina na mochila, no estojo, no fichário e nos demais objetos.

Foto: Divulgação

Outro ponto importante para quem vai prestar vestibular ou estudar para o Enem é identificar todos os temas e conteúdos que precisam ser estudados e/ou reforçados. Por isso, o ideal é ter um cronograma completo de estudos. Um dica, nestes casos, é pedir ajuda aos professores e pesquisar sobre as disciplinas que apresentam maior dificuldade.

Na prática, a proposta dos especialistas para todo esse planejamento é estabelecer uma rotina de estudos que tenha qualidade, ou seja, sem exageros, de modo que o processo de preparação seja adequado e equilibrado.

Comportamento: Alimentar-se e dormir bem, fazer exercícios físicos regulares e ter momentos de lazer são essenciais para o bom desenvolvimento dos estudos e das habilidades sociais. Uma boa noite de sono ajuda para que os horários se ajustem ao ritmo do aluno. Outro ponto importante é manter-se sempre positivo quanto aos estudos, deixando de lado a ideia de ser algo chato e passar a enxergar como uma oportunidade para aprender e desenvolver todo o potencial.

As provas: o Enem é composto por quatro provas objetivas, com 45 questões cada. São elas:
• Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
• Ciências Humanas e suas Tecnologias;
• Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
• Matemática e suas Tecnologias.

A redação, de no máximo 30 linhas, deve ser com texto dissertativo-argumentativo a partir de uma situação-problema proposta na prova.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui