Poços artesianos de Parintins passam por vistoria

Foto: Reprodução

A equipe técnica do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) esteve em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), para verificar as condições dos poços tubulares profundos do município. A ação, que teve o objetivo de vistoriar a estrutura física dos poços do município, ocorreu na primeira semana de março.
Conforme o laudo técnico apresentado pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), foram encontradas substâncias químicas (amônia, nitrato e alumínio) nos poços tubulares que abastecem Parintins. A partir desta análise, cinco poços que não estavam operando no abastecimento servirão para substituir os mais comprometidos.

Foto: Reprodução

De acordo com a Prefeitura de Parintins, o fornecimento público de água para o consumo da cidade é executado através dos poços tubulares – cujas profundidades variam de 40 a 120 metros – e é de responsabilidade do Sistema Autônomo de Água e Esgoto Municipal (Saae).

Para sanar os problemas da qualidade da água do município, a prefeitura deve apresentar em 60 dias – a contar a partir do dia 5 de fevereiro deste ano – um estudo prévio de viabilidade de implantação da Estação de Tratamento de Águas (ETA) em Parintins, utilizando a captação superficial da água do rio Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui