Polícia prende trio que matou jovem de 17 anos no Águas Claras

Foto: Divulgação

Manaus – O representante da Delegacia de Homicídios e Sequestros, (DEHS), falou na manhã desta sexta-feira, (29/03), sobre a prisão do trio envolvido na morte de Ismael Calisto Junior, ocorrido na madrugada do dia 11 de março de 2019, na comunidade Águas Claras, no bairro Novo Aleixo, zona norte da capital. A vítima tinha 17 anos.

Paulo Martins informou que os policiais civis da DEHS efetuaram as prisões de Douglas Jhonathan dos Santos Nogueira, 24; Leidimar dos Santos Nascimento, 35, e do companheiro dela, Maurício dos Santos Nogueira, 37, no prédio da especializada, na manhã do dia 22 de março deste ano, por volta das 9h, durante apresentação deles na unidade policial na companhia do advogado.

Durante a coletiva de imprensa, o titular da DEHS explicou que na ocasião do delito, Ismael estaria em um bar naquela área da cidade, quando teve um desentendimento com Maurício e a companheira dele. Após a discussão, Maurício chamou três sobrinhos dele, dentre eles Douglas Jhonathan, e foram consumir bebidas alcoólicas em sua casa.

Foto: Divulgação

“Houve uma discussão entre o casal, com Ismael, porque a mulher tem uma filha de 15 anos que estava se envolvendo com a vítima, e o casal não aceitava esse relacionamento.  Depois dessa discussão, Mauricio chamou três sobrinhos dele, dentre eles o Douglas Jhonathan, para consumir bebidas alcoólicas na casa do casal. Em determinado momento, o grupo foi até a casa da vítima, que fica próximo à casa de Maurício, e passaram a agredi-la”, informou o delegado.

Ainda segundo Martins, durante as agressões, o grupo arrastou o adolescente pelas ruas daquela comunidade e, acreditando que ele estivesse morto, os infratores colocaram o Ismael em um carro e, no momento em que iriam jogar o corpo, o adolescente acordou e ainda conseguiu sair do carro, mas logo foi alcançado pelo grupo que decepou uma das mãos do adolescente e, também, desferiu várias facadas nele, que morreu no local.

“Além dos três indivíduos que estão presos, foi constatado durante as investigações que outros dois sobrinhos de Maurício participaram do crime. As investigações em torno do caso ainda estão em andamento e, para não comprometer os trabalhos, eles não terão os nomes revelados”, pontuou o titular da DEHS.

*Indiciamento* – Os três infratores foram indiciados por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, Douglas Jhonathan e o tio dele, Maurício, serão encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Já Leidimar será levada para o Centro de Detenção Provisória Feminina (CDPF), onde deverá ficar à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui