Prefeita de P. Figueiredo mantém ‘guarda municipal violento’ e fora de função

Orismar Alves da Silva, vulgo ‘Garapa’, mais parece um leão de chácara na porta do hospital de Presidente Figueiredo - foto: recorte/vídeo

Incidente, quase rotineiro de maus tratos a pacientes e usuários do Hospital Municipal em Presidente Figueiredo, ocorrido recentemente com a agressão ao artesão Jeovan, pelo guarda municipal Orismar Alves da Silva, vulgo ‘Garapa’, levanta outra preocupação dos moradores e usuários do sistema de Saúde municipal.

Uma delas é a autorização para os guardas municipais andarem armados, que está em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF). Com a violência da agressão, registrada em vídeo, as pessoas temem que se o suposto guarda estivesse portando um revolver, certamente, ele teria atirado no agredido.

População diz que o Guarda Garapa é o mais violento de todos – foto: recorte/vídeo

Reprovados

Em Presidente Figueiredo, segundo informação de pessoas bem posicionadas socialmente e médicos, “se fizer exame toxicológico no efetivo da guarda municipal, a metade é reprovada por uso de drogas ilícitas”.

Além do mais, o ‘Garapa’, que está lotado na Secretaria Municipal de Infra Estrutura, se mantém na guarda municipal por desvio de função consentido pela prefeita Patrícia Lopes (MDB). Na gestão anterior, de Romeiro Mendonça, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) mandou devolver os servidores que estivessem em desvio de função e, ele foi um dos que tiveram de deixar o cargo.

Nessa gestão, no entanto, a prefeita Patrícia Lopes querendo beneficiar alguns servidores com salários mais altos, trouxe o Garapa de volta para a guarda municipal e manteve o ‘desvio de função’ e contrariando o TCE. O salário de guarda municipal é um dos maiores da prefeitura e pode chegar a R$ 6.000,00.

A manutenção de servidores visivelmente despreparados para o cargo, preocupa os moradores. Garapa é um artesão concursado que trabalha em ‘desvio de função’ e tem no seu currículo passagens pela Polícia por suspeita de furtos de bens da própria Prefeitura, inclusive, tem um parecer da Controladoria Geral do Município (CGM), afastando ele da Guarda Municipal de Presidente Figueiredo exatamente por desvio de função.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui