PRF alega falta de verba e decide limitar manutenção em viaturas

Viaturas da PRF - Foto: Recorte / PRF-RN

A Direção-Geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF) enviou um ofício às superintendências regionais no qual informou que, diante da falta de recursos, os serviços de manutenção em viaturas serão limitados.

O ofício, ao qual a GloboNews teve acesso, foi enviado no último dia 11. O g1 procurou os ministérios da Justiça (ao qual a PRF é vinculada) e da Economia (responsável pelo orçamento do governo) e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.

No documento, a Divisão de Frota afirma que todo serviço de manutenção considerado não essencial em qualquer veículo da PRF precisará ser aprovado pela Direção-Geral antes de ser feito.

O motivo, segundo o órgão, são as “limitações no orçamento” originalmente disponibilizado para o ano de 2022.

Serviços não essenciais

Saiba abaixo quais são os serviços considerados não essenciais pela PRF para manutenção das viaturas:

• Manutenção mecânica corretiva;
• Manutenção elétrica;
• Lavagem, aspiração, lubrificação, polimento e cristalização;
• Lanternagem e funilaria;
• Pintura;
• Estofagem;
• Chaveiro automotivo, incluindo fornecimento de chaves e cartões de ignição automotiva;
• Manutenção de ar condicionado automotivo;
• Fornecimento de peça, componente e/ou acessório automotivo;
• Fornecimento de extintores de incêndio e cargas;
• Reparo e substituição de acessórios veiculares policiais luminosos e sonoros;
• Plotagem, adesivagem e envelopamento;
• Blindagem automotiva (serviços, materiais e peças).

Itens de segurança

A PRF, no entanto, afirma que os serviços de manutenção preventiva, principalmente as relacionadas a itens de segurança, podem ser realizados normalmente.

No ofício, a PRF informou que negocia com o Ministério da Justiça e com o Ministério da Economia para viabilizar a complementação orçamentária, mas admite que “as tratativas não se resolvem com a mesma agilidade com que executamos nossos contratos, sendo necessário a tomada de ações mais enérgicas com vistas a impedir que a PRF execute valores acima de seu orçamento”.

Fonte: G1

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui