Produtores são orientados para o preparo, manejo e uso correto do solo

Fotos: Arquivo

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Produção Rural (Sepror), incentiva o preparo, manejo e uso correto do solo, importante fase no processo produtivo. Mediante políticas públicas, meios educativos, assistência técnica e processo pedagógico, o Sistema Sepror assinala a necessidade de se realizar a análise e correção do solo, a mecanização, a adubação, de forma a evitar queimadas.

O secretário executivo adjunto de Política Agrícola, Pecuária e Florestal do Amazonas (Seapaf), Airton Schneider, aponta que uma importante etapa do processo produtivo inicia com a chegada do verão amazônico, e que a exploração de atividades agropecuárias e florestais no estado gera resultados expressivos e almejados, respeitando-se os princípios e normativos ambientais, por meio do preparo do solo.

“Esta atividade emprega uma técnica simples, de baixo custo, e oferece excelentes resultados na produtividade agrícola, desde que empregados métodos e conhecimentos específicos. Entre outros, o preparo do solo visa a melhoria das condições físicas e químicas para garantir a brotação, o crescimento radicular e o estabelecimento da cultura”, garantiu Schneider.

As entidades vinculadas da Sepror, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário (Idam), a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf) e a Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), são partes fundamentais no incentivo aos produtores. Por meio das unidades locais do Idam, das Unidades Veterinárias Locais (UVLs) da Adaf e da ADS, agentes públicos do Estado levam orientação e disponibilizam políticas públicas para serem acessadas junto aos produtores rurais.

“Além de atividades de assistência técnica e extensão rural dos nossos técnicos, capacitações, apoio a concessão de crédito rural, apoio ao licenciamento ambiental, campanhas de vacinação de rebanhos e apoio à comercialização, duas políticas públicas se destacam no momento do preparo do solo: o Pró-Mecanização e o Pró-Calcário”, como lembrou Petrucio Magalhães Júnior, secretário titular da Sepror.

Programas – O Pró-Mecanização e o Pró-Calcário consistem em linhas de crédito subvencionadas pelo Governo do Estado, por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), destinadas aos produtores rurais, visando incentivar a mecanização de áreas degradadas e a correção do solo, visando promover o aumento da produção agropecuária. Atualmente estão disponíveis R$ 10 milhões para acesso aos programas, com análise e elaboração de projetos a cargo dos escritórios locais do Idam.

Mais informações e subsídios aos empreendedores envolvidos estão disponíveis no site da Sepror (www.sepror.am.gov.br), no link “Tabelas Produção Rural”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui