Professores vencem primeiro edital ‘Conectando Boas Práticas’

Conectando boas práticas DDPM/Fotos Cleomir Santos

Professores da Prefeitura de Manaus foram vencedores do primeiro edital “Conectando Boas Práticas”, promovido pela rede nacional Conectando Saberes em parceria com a Fundação Lemann. A premiação ocorreu no auditório da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), na zona Centro-Sul, nesta quinta-feira, 13/11, e contou com aproximadamente cem inscritos. O edital tem como proposta valorizar e ampliar iniciativas de professores pelo Brasil e permitir que outros educadores possam se inspirar e replicar as melhores ideias, elaboradas de educador para educador.

A ação contou com o apoio de secretarias de Educação em mais de 60 municípios, de todos os Estados do Brasil e com mais de 650 professores. Os projetos inscritos foram avaliados por educadores que integram a rede Conectando Saberes. Os seminários com os melhores projetos irão acontecer por todo o país, para facilitar a troca de experiências e a valorização dos docentes. Dos dez projetos premiados nesta quinta-feira, sete são da rede municipal de ensino.

Foram avaliados três tipos de projetos: 1) práticas pedagógicas por professores; 2) formação continuada por coordenadores pedagógicos e 3) políticos pedagógicos por diretores escolares.

As iniciativas devem ter impacto positivo no aluno e na escola, estar alinhadas à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), ser replicáveis para todo o Brasil. Os melhores projetos vão integrar um banco de dados, e serão transformados em e-books. Os professores serão convidados a apresentar suas iniciativas em seminários locais promovidos pelos núcleos da rede Conectando Saberes.

A professora da escola municipal Jornalista Sabá Raposo, no bairro Monte das Oliveiras, zona Norte, Regiane Rocha, premiada com o projeto “Robot 3Rs: combatendo o desperdício”, falou sobre a alegria de poder apresentá-lo.

“Estou feliz. Acredito ter sido premiada porque o projeto é de fácil replicação. Seja aonde for, a gente trabalha com o kit que a Semed nos forneceu, que é o robot kit e o robô kid de Lego, que os alunos maiores usam para ensinar robótica aos menores. A partir desse conhecimento, fomos além, entramos em oficinas para aprender a usar as placas de arduíno, empregadas para fazer o robô. É um novo mundo para essas crianças, somos de um bairro bem carente e é incrível a oportunidade que eles têm na escola, de trabalhar com tecnologia, robótica, inovação e sustentabilidade”, pontuou.

Foto: Cleomir Santos / Semed

Entre as ações realizadas pelo projeto, estão: a criação de um jardim suspenso, um reservatório de mais de 150 litros e um robô que aciona a alavanca para que a água do reservatório seja liberada e regue as plantas, tudo construído com objetos que iam ser jogados no lixo, como canos, arames, garrafas PET e ventoinha de computadores velhos.

Engajamento

Professora da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), Aurineia Gomes, uma das representantes da Rede Conectando Saberes em Manaus, ressaltou a importância do evento.

“A rede Conectando Saberes nasceu em 2015 e a partir daí nós começamos a fazer encontros presenciais e on-line. No ano passado, surgiu a ideia de fazer um evento que reunisse as práticas que estão atreladas à BNCC e que engajassem o aluno, colaborando para que ele de fato aprendesse. Foi assim que nasceu o primeiro edital do Conectando as Práticas, selecionando os dez melhores projetos por cidade”, explicou Aurineia, além de reforçar que o Conectando Saberes é uma rede de apoio.

“Às vezes você tem aquele dia em que está chateado com a profissão e no Conectando Saberes você vê professores inovando. Nós professores temos que estar bem para deixar nosso aluno bem, e na premiação serão apresentados projetos que podem ser replicados, como forma de motivar e agregar conhecimento aos profissionais de educação“, comentou.

Projetos premiados da rede municipal

Socialização de Práticas Formativas – elaborado pela professora Rita Esther Luna, chefe da DDPM, que aplicou a ação na rede municipal.

Educação de Qualidade Responsabilidade de Todos – do professor Rodrigo Barbosa Froés, apresentado na escola municipal Antônio Matias Fernandes.

Reutilização do óleo de cozinha na produção de sabão como prática sustentável – da professora Steliany Santiago, aplicado na escola municipal Profª Maria das Graças Andrade.

Sequência Didática Interdisciplinar em Matemática no eixo espaço e forma geométrica – do professor Josué Santiago Carvalho, desenvolvido na escola municipal Dian Kelly do Nascimento Mota.

Pensamento desplugado nas brincadeiras e interações na Educação Infantil e Não me toca seu boboca, combate ao abuso e exploração sexual infantil, ambos desenvolvidos pela professora Michelle Nunes da Silva, aplicado no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Profª Sofia Soeiro do Nascimento, e Cmei Professor Caio Carlos Frota de Medeiros.

Robot 3Rs: combatendo o desperdício da água dos condicionadores de ar, através do reuso nas plantas do jardim – da professora Regiane Rocha, da escola municipal Jornalista Sabá Raposo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui