Projeto ‘Tô na Obra’ apresenta ETE de Educandos a estudantes da Nilton Lins

Foto: Tiago Corrêa/UGPE

Alunos do curso de Engenharia Civil da Universidade Nilton Lins conheceram, na quinta-feira (02/12), a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+), localizada no bairro de Educandos. As visitas guiadas integram o projeto “Tô na Obra”, iniciativa da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) do Governo do Amazonas, que visa difundir conhecimento entre a população sobre as intervenções e programas executados pelo órgão.

Foto: Tiago Corrêa/UGPE

Com capacidade para tratar até 300 litros por segundo, a ETE Waldir Santos Brito teve investimentos de R$ 48,4 milhões e foi inaugurada em agosto passado. A estação localizada às margens do rio Negro, no bairro Educandos, zona sul da capital, eleva de 18% para 26% o percentual do esgoto tratado em Manaus e beneficia 192 mil pessoas na cidade.

Os equipamentos utilizados na ETE do Prosamin+ utilizam tecnologia de ponta, desenvolvida na Noruega, e são os mais modernos no tratamento de esgoto. Os alunos conheceram todo o processo de tratamento, desde o primário, que trata da retirada dos resíduos sólidos, até o terciário, quando a água sai limpa e pronta para ser despejada no rio.

“Esta é uma iniciativa para aproximar a população das obras executadas pelos programas da UGPE. Trazemos aqui servidores do estado, a comunidade acadêmica, moradores do entorno de onde as obras estão inseridas, jornalistas e todos aqueles que precisam conhecer as obras, como e onde o governo investe o recurso público”, explicou o engenheiro civil Marcellus Campêlo, coordenador executivo da UGPE. Ele acompanhou a visita guiada pelo funcionário da concessionária Águas de Manaus, Thiago Meireles, que trabalha no local.

Foto: Tiago Corrêa/UGPE

Participaram da ação estudantes das disciplinas de Drenagem e de Estágio, do curso. A iniciativa em inscrever a turma foi do professor Igor Nonato, da disciplina de Esgotamento Sanitário, que elogiou a obra construída pelo Governo do Amazonas.

“Quero parabenizar o excelente trabalho do governo em construir uma estação de tratamento tão eficiente e excelente, a maior da região Norte. É uma oportunidade para os alunos que puderam conhecer uma estação já pronta e poder percorrer todo o processo de tratamento, primário, secundário e terciário.

O estudante do 8º período, Ivo Fonseca Neto, disse que ficou impressionado com a estrutura e a tecnologia usada no local e ressaltou a experiência de sair da sala de aula para conhecer uma das ETEs mais modernas do país. “É uma experiência muito importante, porque na sala de aula a gente aprende na teoria, e aqui é na prática. Vai acrescentar muito à nossa formação”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui