Rebelião e desfiliação no Podemos pode enterrar candidatura Moro

Podemos se rebela contra candidatura de Moro e ameaça com desfiliação em massa - foto: arquivo/recorte

Bancada do Podemos se rebela contra candidatura de Moro e ameaça com desfiliação em massa. Dos onze parlamentares do partido, ao menos sete são contrários à candidatura do ex-juiz suspeito Sergio Moro.

A pré-candidatura do ex-juiz suspeito Sergio Moro, declarado parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF), abriu uma crise no interior do Podemos, que poderá resultar em uma debandada por parte da bancada do partido no Congresso.

De acordo com a Carta Capital, dos onze parlamentares do partido, ao menos sete são contrários à candidatura de Moro.

Segundo a reportagem, os parlamentares alegam que Moro possui perfil individualista e que “a campanha majoritária irá dizimar a bancada federal. Os motivos vão desde os arranjos regionais à divisão do fundo eleitoral de 229 milhões. Pesam ainda o desempenho mediano de Moro nas pesquisas e o pouco tempo de televisão”.

A pressão da bancada de deputados federais do Podemos partido é para que o ex-juiz migre para o União Brasil ou se candidate ao Senado pelo partido.

“Diante disso, deputados federais avisaram a Moro e a presidente do partido, Renata Abreu, que irão se desfiliar caso uma solução não seja encontrada”, destaca a Carta Capital.

Atualmente, a maior parte bancada do Podemos é dividida entre bolsonaristas (cerca de 80% votam com o governo) e lulistas, com ao menos dois deputados, Bacelar (BA) e Ricardo Teobaldo (PE), mais próximos da esquerda em seus estados.

“É possível que alguns deputados não queiram devido aos acordos regionais, mas quem não quiser ir com o Sergio Moro pode sair e, a partir daí, o partido fecha a questão”, disse o senador Oriovisto Guimarães (PR) sobre o assunto.

Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui