Renê Terra Nova transforma altar de igreja em palanque político para Menezes e Bolsonaro

Foto: Reprodução

O culto dominical da Igreja da Restauração, localizada na Av. Coronel Teixeira, zona Oeste de Manaus, foi palco de promoção partidária e campanha eleitoral antecipada do pré-candidato a senador, Cel. Menezes.

Sem relevância política, Menezes subiu ao altar – que deveria ser espaço de louvor a Deus – para fazer aquilo que faz como ninguém: puxar saco e idolatrar Jair Bolsonaro.

Em seu rotineiro papel de papagaio de pirata do atual presidente, Menezes foi convidado a subir os degraus sagrados pelo líder da Restauração, Renê Terra Nova. Esse, devemos relembrar, era aliado de primeira hora da ex-senadora Vanessa Grazziotin e da presidente Dilma, enquanto essas estavam no poder. Mas foi “convertido” ao bolsonarismo ao perceber para onde sopravam os ventos da política brasileira.

Relembre:

Se sentindo em um palanque, Menezes fez uma vídeo-chamada com Bolsonaro, o que levou o pastor e seu rebanho ao êxtase. Como se estivessem vendo o próprio Jesus, os fiéis gritaram para o Jair Messias. Onde se deveriam ouvir cristãos clamando “Cristo, Cristo”, se viu fanáticos berrando “mito, mito”.

Cabe destacar que essa deve ser a estratégia eleitoral dos ditos “conservadores” para o pleito de 2022. Com o fiasco econômico do governo Bolsonaro, a péssima gestão frente a pandemia e sucessivos escândalos no clã presidencial, Jair e seus aliados apelaram à parte mais inflamada da direita brasileira: a religiosa.

Críticas

A papagaiada de Menezes e Renê Terra Nova não passou despercebida dos evangélicos. Choveram críticas nas redes sociais sobre a atitude do pastor e do aspirante a político.

“Saudade de quando a igreja era sobre Jesus”, escreveu um internauta. “Pensei que as pessoas iam a igreja para adorar a Deus e não a políticos”, completou outra.

Ainda houve quem relembrasse um famoso versículo bíblico muito usado por evangélicos para criticar os católicos sobre idolatria. “Não terás outros deuses diante de minha face. Não farás para ti escultura, nem figura alguma do que está em cima, nos céus, ou embaixo, sobre a terra, ou nas águas, debaixo da terra. Não te prostrarás diante delas e não lhes prestarás culto”.

“Cresci na igreja e lembro que eu lia a Bíblia e ficava me perguntando como o anticristo iria enganar a igreja – que na época eu julgava tão esperta – e hoje eu vejo esse miliciano e genocida sendo tão bem recebido, justamente em uma igreja e pior, sendo ovacionado como mito… Triste o rumo que eles tomaram. Triste que hoje o pastor dá as ovelhas para o lobo. Triste que a igreja de Manaus esqueça que esse homem (Jair), juntamente ao governador do estado tenha feito da nossa linda Manaus um laboratório de experiência de imunidade de rebanho. Que as mais de 12 mil almas que se foram, tenham clamado por justiça diante de Deus. Tudo isso é tão bizarro e injusto, é totalmente revoltante!”, finalizou outra.

Confira mais:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui