Rio Preto reativa programa para controle de natalidade

Prefeitura de Rio Preto da Eva reativa programa de cirurgias - Foto: Reprodução

Para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social, a Prefeitura de Rio Preto da Eva (a 79 quilômetros de Manaus) está com um programa na área da saúde. A proposta é oferecer cirurgias de vasectomia, laqueaduras e inserção e DIU.

“Há uma grande quantidade de mães solteiras na nossa cidade, muitos nascidos e muitas famílias sem boas condições financeiras. Por isso, estamos com este programa de cirurgias, tanto para homens quanto para mulheres, em parceria com o governo do Estado”, explicou o prefeito Anderson Sousa.

O gestor comentou ainda que, embora preservativos sejam distribuídos em grande escala nas unidades de saúde do município, o índice de natalidade ainda é grande. “Por isso decidimos reativa esse programa, que é importante para toda a cidade”, enfatizou.

A secretária de Assistência Social e primeira-dama de Rio Preto da Eva, Soraya Almeida, informou que equipes da pasta visitaram diferentes áreas da cidade e constataram que há muitos nascidos. “Presenciamos mães com mais de oito filhos, famílias inteiras passando por necessidades e que precisam de mais cuidados por parte das autoridades. Vamos trabalhar por elas”, destacou.

“Por isso, vamos reativar o programa de cirurgias, para evitar que a população tenha ainda mais problema com a natalidade”, ressaltou Soraya.
Critérios

O ideal é que os interessados nas cirurgias procurem as unidades de saúde em que possuem cadastros para evitar aglomeração no hospital Thomé de Medeiros Raposo. Nos locais, os agentes de saúde irão avaliar a real necessidade de fazer uma das cirurgias oferecidas pelo programa.

“Orientamos que as pessoas não procurem diretamente o hospital, justamente para evitarmos aglomerações nesse período de pandemia”, frisou a secretária municipal de Saúde, Ayla Carla.

Os atendimentos para solicitar as cirurgias de vasectomia, laqueadura e inserção de DIU são feitos uma vez por semana. Por enquanto, não há como fazer um mutirão em decorrência da pandemia de covid-19.

A seleção para os procedimentos é feita nas unidades de saúde.

Pandemia

Sobre os números de covid-19, o prefeito Anderson Sousa informou que houve uma redução nos casos da doença na cidade. Além disso, o número de internações também diminuiu.

“Mesmo assim pedimos a colaboração de todos para evitarmos um novo avanço do coronavírus no município. Rio Preto da Eva não fechou as portas e não queremos fazer um decreto para isso. Portanto, é necessário que os moradores continuem com a prevenção para ficarmos livres dessa doença”, reforçou o prefeito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui