Amazonas Destaques Formal & Informal

Se deixar Serafim Corrêa emplaca o secretário de Fazenda

Ex-secretário Executivo do Tesouro (Sefaz), Luiz Gonzaga Campos de Souza - foto: recorte
Redação
Escrito por Redação

Enquanto deixarem, o deputado Serafim Corrêa (PSB) vai articulando os próximos capítulos e acomodando as pedras no cenário de estruturação do novo governo estadual, ao seu modo e conveniência.

Serafim pensa dois anos à frente. E, como na base da lei do mais esperto, o olhudo come mais, ele lançou hoje (16) o ex-secretário Executivo do Tesouro (Sefaz), Luiz Gonzaga Campos de Souza em caráter de destaque na cúpula da Comissão de Transição de governo, para tratar de assuntos econômicos do Estado.

O que isso tem a ver com esperteza? – Luiz Gonzaga foi secretário Executivo do Tesouro no governo de transição de David Almeida (PSB) dentro da Secretaria de Fazenda do Amazonas (Sefaz), que por sua vez, pertence ao mesmo partido de Serafim Corrêa, que por sinal vem insistindo com a ideia de voltar à prefeitura de Manaus em 2020, justo com David Almeida.

Luiz Gonzaga, conhecido como ‘Ló’, também é uma figura carimbada no serviço público do Amazonas e Roraima. Ele já foi secretário de Fazenda de Roraima e secretário de Administração do ex-governador José Melo, preso na operação Custo Político, no âmbito da operação Maus Caminhos, no Amazonas.

Ex-secretário Executivo do Tesouro (Sefaz), Luiz Gonzaga Campos de Souza – foto: recorte

‘Ló’ responde a processo nas áreas cível e criminal. Na área criminal, foi condenado em primeira instância mas recorreu da decisão. Ele foi denunciado por improbidade administrativa quando era secretário municipal de Trabalho de Manaus e, por ter criado um grupo de trabalho, junto com outros servidores, para nomeação ilegal de servidores fantasmas, conforme indica depoimento no processo.

Gonzaga fez parte do staff do ex-secretário de Fazenda Afonso Lobo, nos governos de José Melo e Omar Aziz. Depois das notícias de que ele era sócio de uma empresa de perfumaria que obteve incentivos fiscais do Estado, foi exonerado. Nesse período os seus ex-sócios tinham contratos de fornecimento de medicamentos com o Governo.

Mas, nada disso importa para Serafim quando o assunto é Prefeitura, em 2020. Com Luiz Gonzaga na Sefaz, por exemplo, fica mais fácil um hipotético suporte ao atual presidente da Assembléia Legislativa do Amazonas e o sonho de emprego para Marcelo Serafim (em 2019 estará desempregado), que deve pleitear uma vaga de vereador no próximo pleito municipal.

Deputado Serafim Corrêa tentando sedimentar a volta do seu partido à prefeitura de Manaus – foto: divulgação

Comissão de Transição

Por outro lado, dentro da Comissão de Transição, Luiz Gonzaga estaria mais à vontade e em destaque para ser lembrado pelo governador a um cargo na área econômica do Estado (Sefaz). Serafim sabe, “quem não é visto não é lembrado”, daí a sua preocupação em antecipar nomes para ocupar o primeiro escalão do governo Wilson Lima.

Processos de Ló

‘Ló’ é requerido na Ação Civil de Improbidade Administrativa 0365594-53.2007.8.04.0001 (001.07.365594-6), por dano ao erário, que tramita desde 2007 na 5ª Vara da Fazenda Pública e na Petição: 0202402-02.2011.8.04.0001, por Improbidade Administrativa, que tramita desde 2011, na 4ª Vara Criminal, segundo busca no site do Tribunal de Justiça do Amazonas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

1 comentário

  • A matéria do referido blog afirma várias INVERDADES. Usa uma linguagem desrespeitosa, agressiva e extremamente confusa.
    Pra citar apenas uma das impropriedades: sobre o tal processo especificado, nunca houve qualquer condenação. Muito pelo contrário: foi JULGADO IMPROCEDENTE pelo TJ em 1a Instância (2016) e em 2a Instância (2017). E, recentemente, já até TRANSITOU EM JULGADO (09/10/18).
    👇🏼

error: Ops! não foi dessa vez.