Terceiro envolvido na morte do sargento da PM se entrega na sede da DEHS


Manaus – Na tarde desta terça-feira (25), o terceiro integrante que participou da morte do sargento da Polícia Militar Luiz Carlos da Silva Castro 56 anos, que foi assassinado com dez tiros na noite do dia (19).

Marcley Moraes de Souza, que estava foragido se entregou na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), e em vídeo relatou está arrependido do crime que cometeu e está pronto para pagar.

“Minha mulher está grávida e fui na loja so pra pegar os celulares e vender depois, eu não sabia que isso iria acontecer, peço desculpas do familiares do sargento”, disse Marcley que matou assassino do sargento Luís.

Texto: Redação Correio da Amazônia

Foto: Divulgação

Entenda o caso

O sargento foi assassinado com dez tiros pelo corpo: um atingiu o queixo do PM, oito nas costas e um no tórax. Os suspeitos fugiram e levaram a arma do policial.

Segundo a polícia, na noite desta quarta-feira (19), homens foram a uma loja de eletrodomésticos para um assalto. O sargento teria reagido ao assalto antes de ser baleado pelos assaltantes.

De acordo com o tenente Guilherme Martins, da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), o sargento estava na loja de eletrodomésticos, por volta de 18h30, quando cinco homens chegaram em um carro. Eles, segundo a PM, iriam cometer um assalto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui