Turismo sustentável é tendência pós-pandemia, afirma pesquisa do ICMBio

Foto: Reprodução/istock

ICMBio já havia previsto aumento no ecoturismo em 2019, que cresceu cerca de 20% em relação ao ano anterior

O isolamento social para conter a pandemia de COVID-19 afetou vários setores, seja de forma positiva, seja de forma negativa, e o turismo, com certeza, foi um dos setores que mais sofreu, devido à impossibilidade das pessoas saírem de casa para lazer.

Com a pandemia durando mais de um ano, infelizmente, muitos estabelecimentos para hospedagens e passeios turísticos tiveram de fechar as portas. No entanto, ainda é possível ter esperança: de acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o ecoturismo é uma tendência fortíssima para o ano de 2021.

Na realidade, a tendência de se optar pelo ecoturismo já é algo previsto desde 2019, quando houve um crescimento considerável pela procura de passeios do tipo e a formação de uma cultura ecológica no Brasil. Em relação a 2018, a procura por Unidades de Conservação Federais aumentou 20%, acumulando um total de 15 milhões de visitas em 2019. Com a pandemia, em que o distanciamento social é indispensável para diminuir a contaminação com o vírus, muitas pessoas estão preferindo espaços abertos, passeios ao ar livre e mais contato com a natureza para investir em uma viagem durante o período pandêmico. E tudo isso é o que o ecoturismo promete oferecer para os viajantes.

Todas as regiões do Brasil possuem parques ecológicos elencados entre os melhores resorts, de acordo com a Tripadvisor. Além do Nordeste, que possui vários resorts especiais com ecoturismo e que ganha destaque no segmento, o litoral de São Paulo também é uma das principais apostas para o ecoturismo atualmente. Na própria Baixada Santista, principal destino para quem vem da capital paulista e do interior, há algumas opções de ecoturismo, como a observação de pássaros e as cachoeiras do Guaperuvu, em Itanhaém, o passeio pela Estrada Velha de Santos (que pode ser feito por trilha), o Morro do Maluf no Guarujá, a praia de água doce no Rio Perequê, em Cubatão, e as cachoeiras do Poço das Antas, em Mongaguá.

Locais mais distantes do litoral Sul paulista como Cananeia, Ilha Comprida, Peruíbe e Iguape também oferecem passeios ecológicos para quem quer aproveitar o ar livre e o contato com a natureza. Já no litoral Norte ganham destaque os passeios de escuna em Bertioga, os Mirantes da Orla em Caraguatatuba, a avistagem de baleias em Ilhabela, a Ilha Anchieta (área de proteção ambiental do Parque Estadual da Ilha Anchieta), além do Projeto Tamar, em Ubatuba, e do Arquipélago de Alcatrazes, em São Sebastião.

Escolheu o seu destino? Então, é só se preparar para a viagem: não se esqueça de levar itens básicos como máscaras, álcool em gel, protetores solares e repelentes (principalmente para os passeios como em cachoeiras e trilhas). Atente-se também à sua locomoção para o local: alguns passeios exigem a utilização de um carro 4×4, que podem ser alugados proximamente aos locais do passeio, ou você pode levar o seu próprio carro, se tiver. Neste caso, faça um check-up completo e verifique a validade da documentação, como CNH e CRLV, para não ter surpresas na hora de se divertir e relaxar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui