A falida Viação Açaí está ‘desmanchando ônibus’ e vendendo peças a granel

Carro da Açaí com a tinta da Global - foto: divulgação/Sindicato

Descumprindo ordem judicial, o dono da empresa falida, Viação Açaí Ltda., Carmine Furletti, está desmontando os ônibus ajuizados e resguardado pelo recurso de Ação de Recuperação Judicial e bens bloqueados pela Justiça do Estado para pagamento de pessoal e, vendendo as peças a outras empresas do sistema de transportes público em Manaus.

A denúncia é do vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários do Amazonas, Josenildo Mossoró, que informou ao portal Correio da Amazônia uma suposta transação feita entre empresários da Viação Açaí com os donos das empresas Global Green e São Pedro.

Mossoró disse que a São Pedro solicitou a compra de 25 ônibus à justiça, mas o Ministério Público demorou na resposta, não respondeu a solicitação e dando munição e tempo para os donos da Açaí ‘depenarem os ônibus’ e venderem as peças no mercado negro. “A São Pedro está aproveitando a liquidação”, disse.

A ação está na 47ª Promotoria – Fundações de Massas Falidas, com a Promotora Kátia maria Araújo de Oliveira.

Por baixo dos panos

“É por baixo dos panos, que a Açaí está vendendo peças a granel”, afirmou Mossoró. Ele disse ainda, que existe uma grande quantidade de ‘motores, pneus, caixa de marcha, bancos, volantes, eixos e uma infinidade de peças velhas, menos a lataria e o chassis, sendo oferecidos a quem quiser comprar.

Tem ônibus sendo pintado com as cores de outra empresa, mas com os vidros da Açaí.

Só vão deixar a lata

Para o vice-presidente dos Rodoviários, Carmine Furletti, está deixando mais de 500 pais de família sem emprego e sem as suas devidas indenizações. “Essa é uma questão coletiva, que merece atenção da justiça, que ela seja célere, para evitar que o patrimônio dos trabalhadores seja lesado”, explicou.

O sindicato avalia que em uma semana, só vai ter a ‘casca dos ônibus’, e os proprietários longe das garras da justiça. Josenildo garante que o próximo passo, é o Sindicato pedir a prisão do empresário Carmine Furletti antes que ele fuja do Brasil com o dinheiro dos funcionários da empresa falida.

Nº do Processo:

Ônibus da Açaí com tinta nova da Global Green:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui