Amazonenses representarão o Brasil no Campeonato Sul-Americano de Wrestling

Tasso Alves vai defender a categoria 74kg/Foto: Mauro Neto/Sejel

Três amazonenses embarcaram na noite desta terça-feira, dia 15, rumo a Cartagena, na Colômbia, para participar do Campeonato Sul-Americano de Wrestling, que acontece de 16 a 19 de novembro. Os atletas Tasso Alves, David Moreira, Brenda Ariane Palheta, juntamente com o técnico Waldeci Silva, integram a delegação que representará o Brasil na competição. Para ir ao evento, os competidores contam com o apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Estreando no Sul-Americano, Tasso Alves vai defender a categoria 74kg e afirma que segue para o combate confiante. Isso porque, este ano ele participou de competições importantes fora dos Brasil e que garantiram ainda mais experiência, como Mundial de Beach Wrestling, na Croácia, o qual ele conquistou o quinto lugar. Além disso, ele ainda faturou este ano o bicampeonato pelo Brasileiro e fez historia.

“Estou muito feliz com mais uma competição se aproximando, ainda mais por ser a primeira vez que vou participar de um Sul-Americano. Este ano já competi o Pan-Americano no Texas e o Mundial de Beach Wrestling, na Croácia, e consegui uma experiência muito boa internacionalmente. Para a competição na Colômbia, foquei muito nos treinos e estou indo forte. Vou fazer o meu melhor”, disse o atleta, ao frisar a anfitriã como uma das principais adversárias.

Tasso Alves vai defender a categoria 74kg/Foto: Mauro Neto/Sejel
Tasso Alves vai defender a categoria 74kg/Foto: Mauro Neto/Sejel

“A Venezuela também será uma oponente que terei cuidado, o Equador e o Peru também devem dar trabalho e todo adversário merece atenção, pois essa é a competição mais forte da América Latina e é uma honra representar o meu País e ir como um dos principais atletas. Quero ser campeão”, destacou Tasso, que soma quatro anos na Luta Olímpica.

Encarando também pela primeira vez o Sul-Americano pela categoria Sênior, David Moreira deve fazer quatro lutas para chegar ao lugar mais desejado, o pódio. O caminho, no entanto, será cheio de desafios. Mesmo assim, o atleta leva a confiança como seu principal amuleto. Até porque, o campeão brasileiro vislumbra a competição como ‘peça’ importante para uma conquista ainda maior, as Olimpíadas de Tokyo 2020.

“As Olimpíadas são compostas de ciclos e todas essas competições que a antecedem são importantíssimas para que possamos mostrar nosso trabalho a Confederação e somar pontos. Sei que tenho uma responsabilidade grande pela Sênior, no Sul-Americano, mas estou focado e meu cronograma de treinos vai me ajudar nesta missão. La não existem favoritos. Tem que chegar, fazer um bom trabalho, e levar a melhor”, comentou David.

Com a responsabilidade de ir como técnico da seleção brasileira, o experiente Waldeci Silva confia nos atletas do Amazonas convocados e espera um bom desempenho da equipe que treina na Vila Olímpica de Manaus. “Eles tem experiência em competições de fora e acredito que os três vão trazer um bom resultado para nosso Estado. Todos estão afiados e deve vir uma medalha por ai, quem sabe uma de o ouro, pois temos potencial para isso”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui