Aquecido, mercado imobiliário amazonense atrai investimos

Mercado imobiliário amazonense atrai novos investimentos/Foto: Divulgação

O fechamento do mercado imobiliário, em 2018, com crescimento de 16% de vendas impulsionou um cenário otimista para a manutenção e formatação de novos investimentos no setor no ano de 2020. As empresas Mixcon Incorporadora e DPC Empreendimentos prospectam um Valor Geral de Vendas (VGV) estimado em R$ 6 bilhões de reais com a implantação do parque Mosaico, um novo bairro que será instalado na Zona Oeste.

A pesquisa do mercado imobiliário amazonense realizada pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM) e pelo Sindicato da Industria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM) revelou que o segmento faturou cerca de R$ 603 milhões em vendas de imóveis no ano passado. No comparativo 2018/2017, registrou aumento de 16%.

A reinserção da aquisição de imóveis como item prioritário pela população manauara levou ao lançamento de seis novos empreendimentos no ano passado, com 2.140 unidades habitacionais. No quarto trimestre de 2018, foram negociadas 834 unidades, cujas vendas superaram o período de melhor desempenho. O marco era o primeiro trimestre de 2016, quando foram vendidas 644 unidades em Manaus.

O bairro que lidera a preferência popular com a maior VSO (venda sobre oferta) é o Lírio do Vale, com 86,7%. O carro-chefe do setor imobiliário na região é o Parque Mosaico, com área de 2,5 milhões de m². A primeira empresa a aderir ao projeto do novo bairro modelo de Manaus foi a MRV Engenharia. A maior construtora da América latina e segunda maior do mundo iniciou, em 2018, a construção de oito mil unidades habitacionais voltadas para famílias com renda entre três e dez salários-mínimos.

O Parque Mosaico, novo bairro conta com infraestrutura modelo/Foto: Divulgação

O empreendimento social está no ápice das vendas na capital manauara pelo projeto inovador (contará com energia solar, horta, solo permeável para evitar acúmulo de águas pluviais, bicicletas compartilhadas, baixo consumo de água, reciclagem de resíduos sólidos) e por estar dentro de um complexo urbanístico estruturado no sentido de proporcionar segurança e bem-estar aos moradores.

Investimento em longo prazo

O Parque Mosaico, novo bairro conta com infraestrutura modelo, e esta sendo desenvolvido em parceria com a DPC Empreendimentos. O novo bairro, situado na zona Centro-Oeste, abrange os bairros Planalto, Lírio do Vale, Jardim de Versailles e Tarumã, tem prazo de implantação completa estimada em 10 anos. O projeto apresenta um Valor Geral de Vendas (VGV) estimado em R$ 6 bilhões de reais.

“Este investimento foi baseado na prospecção de novos mercados, que identificou Manaus como uma área promissora em termos de ganhos econômicos e com uma ampla demanda reprimida por moradia, principalmente, na capital. Os números do desempenho do setor referente ao ano passado nos deixam otimistas e com a certeza de termos adotado a escolha mais assertiva para investimentos de longo prazo”, pontuou José Henrique Loureiro Lanna, sócio diretor da Mixcon incorporadora.

O projeto deste núcleo urbano será instalado num terreno de 2,5 milhões de m² com estimativa de público residente de 100.000 pessoas, ao longo de todas as suas fases. O projeto, contempla cerca de 25 mil residências, e também diversas centralidades compostas por equipamentos comerciais de pequeno e grande porte, que atenderão tanto os moradores do Parque Mosaico quanto os que residem no entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui