As super-máquinas invadem os espaços turísticos em Manaus

José Zito no encontro em homenagem ao dia dos namorados, na Praça São Sebastião - foto: Correio

Nesse domingo (16) acontecerá o 1° Moto Grupo Feminino de Manaus, no Shopping Ponta Negra. Ou seja, as mulheres estão seguindo os passos dos mais de 60 motos grupos e moto clubes que realizam os seus encontros em pontos turísticos da cidade, nos últimos anos.

O encontro das mulheres ‘motoqueiras’ programado para esse domingo é uma mostra dos encontros ocorridos uma vez por mês, no segundo domingo de cada mês, no Largo São Sebastião, Centro, ao lado do Teatro Amazonas, onde são expostas dezenas de super-máquinas de duas rodas a lambretas dos anos 70/80.

José Zito, um dos coordenadores dos encontros do Largo São Sebastião diz que essa é uma maneira de congregar os donos de máquinas altamente cobiçadas pela sua beleza esportiva e potência, como também, para “melhorar a imagem dos motoqueiros, junto ao público em geral”.

Escudo da Soul Riders

Zito lembra que a discriminação aos motoqueiros tem sido um dos piores empecilhos para os proprietários de motocicletas. De acordo com ele, motoqueiros, na visão popular, tem o significado de rebeldia.

Qualquer semelhança com os Selvagens da Motocicleta é mera encenação – foto: perfil

O filme ‘Os Selvagens da Motocicleta’, os anarquistas e outros adjetivos mais, é um exemplo dessa visão distorcida aos motoqueiros. Mas assim como no filme, donos de motos trabalhadas, são profissionais em ramos específicos e bem distante desse modelo formado pelo conceito popular, que só enxerga as caveiras, as roupas vikings, vestimentas pretas que tem caracterizado os grupos de motociclistas colecionadores e esportivos de Manaus, Brasil, Mundo.

Rumble Fish (O selvagem da motocicleta ou Juventude inquieta) é um filme estadunidense de 1983, do gênero drama, dirigido por Francis Ford Coppola.

Acelera para cá ♀

As mulheres, com sua singularidade feminina e suas máquinas, vem para reforçar o conceito de que existem mais nostalgia e satisfação pessoal, em termos de liberdade de movimento, do que a imagem dos ‘rebeldes da motocicleta’, que a maioria das pessoas insistem em frisar.

Ao participar dos encontros, aproximar desse grupo, nos faz ter a vontade de subir em uma ‘máquina poderosa de 1.000 cc e sair por ai, livre ao vento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui