Comunidade rural recebe maquinário agrícola do governador Wilson Lima

Agricultor da Comunidade Agrícola São Francisco do Caramuri, onde se produz aproximadamente 300 mil quilos de abacaxi/ano – foto: Roberto Carlos

A Associação Comunitária Agrícola São Francisco do Caramuri (ACASFC), localizada na zona rural de Manaus foi beneficiada com 17 triciclos adaptadas com carretas para alavancar a produção rural.

O evento promovido pelo Governo do Estado, contou com a participação do governador Wilson Lima e da primeira-dama Taiana Lima. O investimento é de R$ 197.200,00 e deve auxiliar no escoamento da produção dos pequenos agricultores.

A entrega dos veículos deve implementar um sistema interno de transporte na comunidade que vai facilitar e priorizar o bem-estar dos agricultores. Das 45 famílias que residem no local, pelo menos 34 serão beneficiadas diretamente.

No local, o governador também conversou com os associados da comunidade sobre as principais dificuldades da produção rural no interior e abordou a importância dos triciclos no dia a dia do agricultor.

O Governador do Amazonas, Wilson Lima, entregou 17 triciclos com carretas adaptadas para a comunidade rural – foto: Roberto Carlos

Para os moradores, os novos implementos devem contribuir para reduzir o estresse físico e mental dos produtores, expostos cotidianamente ao desgaste do trabalho. O triciclo vem para dar mais agilidade ao deslocamento dos insumos e matéria-prima para o local de cultivo, além do escoamento da produção, aumentando a rentabilidade das atividades.

Fundo de Promoção Social

A entrega dos triciclos foi realizada por meio do edital 003/2017 do FPS. Após a apresentação do projeto da comunidade, uma equipe do órgão foi até o local fazer o monitoramento da situação dos agricultores e conhecer real necessidade dos trabalhadores rurais.

Incentivo

Com foco na produção de abacaxi, cupuaçu e maracujá, artesanato, turismo rural e pesca artesanal, a Comunidade Agrícola São Francisco do Caramuri fornece, desde 2014, cerca de 300 mil quilos de abacaxi anualmente para o Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme), da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Estado (ADS).

Triciclo para facilitar o escoamento da produção agrícola – foto: Roberto Carlos

Para o presidente da comunidade, Daniel Leandro da Silva, o apoio do governo é um estímulo ao trabalhador rural, que vê nos triciclos uma mudança de curto a médio prazo tanto na qualidade de vida, quanto na continuidade da produção de abacaxi para as escolas da rede estadual.

Pelo menos 300 mil quilos de abacaxi produzidos na comunidade são fornecidos para merenda escolar da rede estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui