Alberto Carlos Almeida defende prisão preventiva de Moro

Segundo cientista político, Moro pode estar destruindo provas - foto: MGM

“Já existem os pressupostos para a prisão preventiva de Sérgio Moro, pois neste momento ele pode estar destruindo provas”, defendeu o cientista político Alberto Carlos Almeida.

Para o cientista político Alberto Carlos Almeida, os fatos revelados pelas conversas do então juiz Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato de Curitiba, pelo The Ingtercept, já são suficientes para sustentar a prisão preventiva de Moro, hoje ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro (PSL).

“Já existem os pressupostos para a prisão preventiva de Sérgio Moro, pois neste momento ele pode estar destruindo provas”, afirmou Alberto em sua página nas redes sociais.

Ele destaca ainda que as conversas mostram que uma fraude processual impediu Lula de disputar a eleição de 2018. “Nada mais escandaloso que isso!”, afirmou.

Brasil 247

Comentário de – Jose Braga
há 9 horas

“Ele .moro esta com olheira de passar dias e noites destruindo provas ele e dellagnol tinha que ser preso e argemado como fiseram com sergio Cabral de pe e mão e pendurado pelo o saco em um patibulo de cabeça para aprender não condenar uma pessoa do bem e um grande abuso de autoridade e ainda por cima se aliar um criminoso nato como Aécio Neves que foram pego varios aviões com cocaina pura ele sabe disso e faz vista groca malas de dinheiros marcado e ainda ameaçou matar seu primo se desse com as línguas nos dentes isto sim que e crime para ser julgados nos parâmetros da lei se existirem neste país!!!!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui