Barcelos, o “El Dorado” amazonense é destaque no circuito da pesca esportiva

Foto: Janailton Falcão e Allen Gadelha

Imagine um lugar com praias paradisíacas de areia branquinha, com uma biodiversidade tão grande que os peixes são abundantes e os sons da floresta formam uma sinfonia. Esse paraíso tem nome: Barcelos, o “El Dorado” amazonense. A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) convida o leitor a conhecer um pouco da primeira capital do Amazonas, que reúne céu azul, praias de rio e a emoção da pesca esportiva em meio à maior floresta tropical do planeta!

Situado a 399 quilômetros de Manaus, Barcelos é banhado pelo rio Negro e é um prato cheio para os viajantes que amam ecoturismo. Devido a sua localização privilegiada, o município possui ricas e diversas fauna e flora. Conta ainda com dois parques de conservação, o Parque Estadual Serra do Aracá e o Parque Nacional do Jaú, além do Arquipélago de Mariuá, maior arquipélago fluvial do mundo.

Pesca esportiva

Barcelos é destaque por ser um dos principais destinos de pesca esportiva do Brasil, recebendo anualmente milhares de turistas de todo o mundo. O grande diferencial da cidade é a enorme população de tucunarés, um dos peixes mais disputados pelos pescadores esportivos.

O município tem a fama de ser a terra dos tucunarés gigantes da Amazônia. A temporada de pesca inicia no mês de setembro e se estende até o mês de março, o período ideal para os pescadores que buscam por seus grandes troféus.

Foto: Janailton Falcão e Allen Gadelha

Parque Estadual Serra do Aracá

Criado em 1990, o parque é uma elevação rochosa conhecida como tepui, tem mais 1.300 metros de altura e área de quase 2 milhões de hectares. Dentro do parque está a maior cachoeira em queda livre do Brasil, a Cachoeira do El Dorado, com 353 metros de altura.

Parque Nacional do Jaú

Patrimônio Mundial Natural da Unesco, o parque é uma unidade de conservação brasileira com território distribuído pelos municípios de Barcelos e Novo Airão (a 115 quilômetros da capital). Esse paraíso ecológico é o terceiro maior parque do mundo em floresta tropical úmida intacta e dispõe de atrativos durante todo o ano.

O período de seca (entre setembro e fevereiro) revela belas praias e corredeiras, enquanto no período da cheia (entre março e agosto) é possível fazer trilhas aquáticas e adentrar os igapós.

Arquipélago de Mariuá

O arquipélago detém o título de maior arquipélago fluvial do mundo e conta com mais de 1.600 ilhas que formam dezenas de lagos, igarapés e florestas inundadas e, claro, muitas praias paradisíacas com areias branquinhas que contrastam com as escuras águas do rio Negro.

O Arquipélago de Mariuá foi identificado por um satélite da Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa), nos anos 1990, e desde então passou a ficar na rota dos turistas apaixonados por natureza.

Praia Grande

A praia mais famosa e visitada da cidade fica situada em frente à sede do município, o acesso é via táxi fluvial. O trajeto leva menos de 3 minutos e custa cerca de R$ 5 por pessoa (R$ 10, ida e volta). Devido à proximidade e grande extensão de areia, a Praia Grande é palco de eventos como o Réveillon da Praia Grande e o Festival do Peixe Ornamental de Barcelos, com atrações musicais e muita animação.

A entrada é gratuita, e o local possui quiosques e barracas para atender aos banhistas com serviços de bar e restaurante que servem os deliciosos peixes da culinária local.

Como chegar

Via aérea: voos comerciais com destino a Barcelos saem da capital Manaus todas as segundas, quartas e sextas-feiras. O tempo de viagem é de 1h30m.

Via fluvial: existem duas formas de chegar ao município pelos rios – a bordo de barcos de passeio ou de lanchas rápidas. Os barcos de passeio saem do Porto de São Raimundo, em Manaus. O tempo de viagem é de 31 horas. As lanchas rápidas partem do mesmo local, e o tempo de viagem é de 12 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui