Bolsonaro busca um General para ministro da Saúde

Ministro militar para Saúde, na opinião de ex-presidente, é sinal de fraqueza - foto: arquivo/revista sociedade miliar

O presidente Jair Bolsonaro cogita desta vez um General para ocupar o Ministério da Saúde, depois da demissão de Nelson Teich, hoje (15), sem muitas explicações.

O escolhido por ele será o terceiro ministro da Saúde a ocupar o cargo em 2020, e pode ser o 10.º ministro de militar na Esplanada dos Ministérios.

A possível escolha de um egresso das Forças Armadas reacende o debate sobre a militarização do governo.

Mais um General

O General cogitado, Eduardo Pazuello, é amigo de Bolsonaro e vinha desempenhando a função de secretário-executivo do Ministério da Saúde concentrando a tomada de todas as decisões práticas durante a gestão de Nelson Teich.

Pazuello assumiu o ministério interinamente nesta sexta-feira, 15, após Teich pedir para ser exonerado sem nem ter completado um mês no cargo. Sua efetivação no posto representaria a militarização completa do Ministério da Saúde em meio ao combate ao novo coronavírus.

O outro nome, que surge como favorito nos bastidores é o vice-almirante Luiz Claudio Barbedo Fróes, atual diretor de Saúde da Marinha. Ele é médico de formação.

Roraima

“Mais um GENERAL para arrumar a casa – General Eduardo Pazuello”, diz revista sociedade militar sobre ele assumir, na época, a Sefaz em Roraima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui