Bolsonaro ‘insinuou’ que pode desistir da eleição 2022, se não tiver voto impresso

No cercadinho, Bolsonaro repetiu que há fraude nas urnas eletrônicas - foto: arquivo/divulgação

O presidente Jair Bolsonaro insinuou nesta segunda-feira (19) que pode desistir da candidatura à reeleição em 2022 caso não seja aprovada no Congresso a impressão dos votos das urnas eletrônicas.

Em um discurso repetido, o presidente afirmou aos apoiadores, no ‘cercadinho’ em frente ao Palácio da Alvorada, que “eleição sem voto auditável não é eleição, é fraude”.

“Olha, eu entrego a faixa para qualquer um se eu disputar eleição…”, deixou no ar Bolsonaro. “Agora, participar dessa eleição com essa urna eletrônica…”, completou, dando a entender que pode não concorrer à reeleição se não houver a mudança.

A declaração é um recuo em relação ao que disse no dia 9 de julho, quando declarou que, se não houvesse a impressão dos votos, poderia não haver eleição em 2022.

Na visão de Bolsonaro, a urna eletrônica tem tecnologia defasada e é falsa a informação de que o sistema do TSE é inviolável.

Com informação do R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui