Decreto é prorrogado e bares ficarão fechados por mais 30 dias

Foto: Reprodução

Bares, praias e restaurantes deverão ficar fechados por mais 30. O governo do Estado prorrogou o decreto que proíbe o funcionamento desses estabelecimentos devido ao aumento no número de casos de covid-19 no Amazonas.

Até o dia 27 de novembro, estão proibidos, além do funcionamento de bares, balneários e flutuantes, o acesso às áreas de praias para recreação, realização de eventos em casas noturnas, boates, casas de shows e imóveis, destinados à locação, para esta finalidade, tais como casas, sítios, chácaras, associações e clubes.

O primeiro decreto foi feito no dia 24 de setembro, após quatro meses de flexibilização do isolamento social. Os hospitais públicos do Estado voltaram a ficar lotados com pacientes de covid-19.

O hospital Delphina Aziz, por exemplo, teve quase 1005 de sua taxa de ocupação. No entanto, uma segunda onda de coronavírus no Amazonas está descartada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui